Advertisements

Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

1

CPI da CBF

Mario Couto, senador paraense; tomou a iniciativa e conseguiu reunir a assinatura de 33 senadores (conforme regulamento 27 é o mínimo) para a criação da CPI com propósito de investigar denúncias de irregularidades praticadas na CBF, federações estaduais e gastos do governo nas obras de infraestrutura para o Mundial 2014.

Desmoralizado

Em “claro de desrespeito para com a verdade, o governo petista, determinou que a “incorruptível” ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, articula$$e a retirada da assinatura dos apoiadores da CPI; não deu outra, conseguiu.

Conclusão

A intervenção do governo explicitou que nossa obrigação é trabalhar e pagar impostos para sustentar legisladores e dirigentes das diversas entidades esportivas que são isentas do pagamento de alguns impostos, como também, da lei que retira dos dirigentes a responsabilidade financeira e demais, quando da administração dos clubes, de onde, maioria, com alguns dos seguidores, embolsa milhões de reais.

CA-FPF

Artur Alves Junior, presidente do SAFESP, funcionário direto, ou indireto da FPF, sabedor que nunca admiti o nojento “Toma lá dá cá” esparzido nos imundos bastidores da administração do futebol; entenda que:

“Só há duas opções nesta vida: se resignar ou se indignar. E eu não vou me resignar nunca.”

Darcy Ribeiro

Trigésima Segunda Rodada da Série A do Brasileirão – 2013

Sábado 02/11

Vasco 2 x 1 Coritiba

Árbitro: Márcio Dias Chagas da Silva (RS)

Desempenho normal dos representantes das leis do jogo

São Paulo 2 x 1 Portuguesa

Árbitro: André Luiz Castro (GO)

Item Técnico

Por volta do décimo oitavo minuto da segunda etapa, Aloísio, atacante são paulino, na tentativa de pegar a pelota, de modo explicito, foi puxado por um dos defensores da Lusa, lance ocorrido nas barbas do mediador, que, na cara dura, nada marcou.

Item Disciplinar

Normal

Domingo 03/11

Vitoria 1 x 1 Corinthians

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Item Técnico

Inverteu e deixou de sinalizar faltas; no finzinho da primeira etapa, no interior da área do Vitória, o corintiano Emerson Sheik, tendo a sua frente o oponente Renato Santos, arriscou dominar a redonda, quando da súbita, a mesma, resvalou no braço do oponente; Sheik pediu pênalti, o árbitro, corretamente, nada marcou.

Item Disciplinar

Normal

Conclusão

Normal o trabalho dos representantes das leis do jogo.

Flamengo 1 x 0 Fluminense

Árbitro: Leandro Pedro Vuadem (FIFA-RS)

Trabalho natural, pouco exigido

COPA SUL-AMERICANA

Quarta Feira 06/11

Atlético Nacional (COL) 0 x 0 São Paulo

Árbitro: Enrique Osses (CHI)

Item Técnico

Sem problemas

Item Disciplinar

Advertiu corretamente três atletas são paulinos, um deles, foi pro sempre indisciplinado, Luis Fabiano, que estava no banco dos reservas, logo após ser substituído.

Conclusão

Desempenho normal dos representantes das leis do jogo

Política

Réu Confesso

Vicente Candido, deputado federal do PT, e, vice-presidente da Federação Paulista de Futebol, ligado com cabeças de uma das máfias da antiga URSS, tempo atrás, ofereceu dinheiro a um funcionário da Anatel quando fui solicitar que aliviasse multas aplicadas à operadora OI, requereu a Corregedoria da Câmara o arquivamento do pedido de abertura de processo por quebra de decoro, fundamentando ter agido em favor do setor de telefonia e reafirmou que tratou de “honorários” com o conselheiro Marcelo Bechara- mas diz que se referia a honorários advocatícios. Marcelo Bechara ratificou que houve uma oferta de propina.

2

Por entender que o Pau que Bate no Chico deve Bater no Francisco;

Sou convicto que o caso Alston/PSDB, no qual, estão envolvidos, Mário Covas, José Serra e Geraldo Alkimim, merece investigação semelhante.

Pronunciamento do Excelentíssimo Senhor General Paulo Chagas, em 29 de julho de 2013

Caros Amigos.

A chegada do PT ao poder e os dez anos de sua permanência na direção do País criaram, além do caos social, moral e econômico, a incerteza quanto ao futuro das instituições republicanas, uma vez que o partido não deixa de alimentar a intenção de transformar o Brasil numa República Socialista Bolivariana.

A reação recente da sociedade nas ruas, em que pese o “show da guerrilha urbana” que tenta desvirtuá-la, mostra que o povo deu-se conta dos males que representam para seu futuro o aparelhamento do Estado, do primeiro ao último escalão; o domínio completo do aparato sindical; a concentração de meios, a logística, o treinamento, o dispositivo e o incentivo dados às ações e pretensões dos chamados “movimentos sociais”; a concentração de recursos financeiros, visíveis e invisíveis, nas mãos dos “corruPTos”; a cada vez mais evidente ligação do “ParTido” com o crime organizado; e a coordenação e o controle exercidos pelo Foro de São Paulo sobre os horizontes de seus associados.

Todo este potencial reunido nos induz a considerar a possibilidade e a probabilidade de que grandes tumultos, demonstrações de força, quebra-quebras, greves ilegais e tudo o mais que compõe o repertório destrutivo da esquerda radical venham a ocorrer, se as pesquisas de opinião indicar com clareza a derrota de Dilma no processo de reeleição.

O primeiro objetivo do tumulto será inviabilizar o pleito e o segundo será fazer crer aos desavisados e aterrorizados cidadãos de bem que a situação da ordem pública e a pacificação nacional dependem da permanência dela e dos corruPTos no poder!

Por imposição do partido, com o aplauso dos parceiros do Foro de São Paulo e com o apoio dos eternos oportunistas, no Congresso e fora dele, e dos “intelectuais orgânicos”, sempre a serviço da enganação, “as eleições serão adiadas até que haja clima favorável e seguro para realizá-las”!

Esta conjectura, com certeza, alimenta as mentes insanas dos canalhas que, inebriados pela exacerbação da ambição e pela subestimação da tolerância do povo, imaginam ser possível, desta forma, a instalação definitiva da “ditadura do proletariado” em Terras de Santa Cruz!

Tratam-se apenas de conjecturas, apocalípticas, é verdade, mas acreditar que haja qualquer tipo de honestidade nos propósitos dos homens e mulheres que integram e apoiam o atual governo, dentro e fora do País, é, também, fugir da realidade.

Seja como for, vale o alerta e fica a imagem como válida também para depois do pleito, pois, se derrotados e contrariados em seus anseios, venderão caro a estabilidade e a governabilidade, como fizeram no Rio Grande do Sul durante a administração de Yeda Crusius.

Por outro lado, caso sejam ainda vencedores, premidos pelo tempo e pela caótica situação produzida por sua incompetência e reconhecida vilania, tentarão, agravando a desordem e o desmando, consolidar as condições objetivas e, com elas, introduzir a componente subjetiva do golpe.

Em todos os casos, imaginam que a circunstância adversa e a “disciplina” das Forças Armadas farão com que elas, para evitar uma guerra civil, aceitem e respaldem a “solução da casa”, ou, no mínimo, que se omitam diante do golpe.

Ledo devaneio!

Conhecendo e confiando em meus camaradas, sugiro aos que alimentam tais esperanças que façam uma avaliação melhor e mais realista do comprometimento das FFAA, porquanto, caso decidam pela quebra das estruturas legais da república, as encontrarão aliadas, como sempre, à democracia, ao seu dever constitucional e aos interesses daqueles de onde, legitima e legalmente, demanda o poder. Em nome deles, elas lhes negarão respaldo e, mais uma vez, frustrarão a traição!

Que Deus nos proteja como protegeu o Papa Francisco durante sua estada no Brasil e que estas “conjecturas” não ultrapassem os limites da presunção!

“O socialismo é o evangelho da inveja, o credo da ignorância, e a filosofia do fracasso.”

BRASILEIROS INSATISFEITOS COM A ATUAL SITUAÇÃO MORAL,

ESCANDALOSA, DE ROUBALHEIRA E  DE INCOMPETÊNCIA DO PT,

REPASSEM PARA O BEM DO BRASIL

Finalizando

“O QUE SABEMOS É UMA GOTA – O QUE IGNORAMOS É UM OCEANO”

(Isaac Newton)

Chega de Mentiras, de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

sp-09/11/2013

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: