Advertisements
Anúncios

Sem alternativa, Odebrecht adia prazo para Corinthians pagar R$ 400 milhões, mais uma vez

Sobre Lula e o Mensalão. Um texto obrigatório !

Agora com a promessa de naming-rights “quase fechado”, não mais a habitual, do dinheiro do BNDES, o Corinthians, novamente, conseguiu adiar, em mais um mês, a data limite para quitar a pendência dos emprestimos pontes realizados pela ODEBRECHT, que já ultrapassam, entre valor principal, juros e multas, os R$ 400 milhões.

No geral, a construtora já gastou mais de R$ 1 bilhão na construção do “Fielzão”.

Até o momento, nenhum dos planos “infalíveis” dos dirigentes corinthianos serviram sequer para amenizar um centavo investido nas obras.

BNDES, tudo indica, subiu no telhado, CIDs da Prefeitura estão “sub judice” e os citados naming rights, com centenas de empresas candidatas, parecem mais obra de ficção.

Somente o tempo dirá que mágica foi ou está sendo realizada para que um empresa do porte da Odebrecht gaste do próprio bolso para erguer uma obra privada, e bilionária, sem a menor perspectiva de ressarcimento.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: