Advertisements
Anúncios

Sobre a polêmica da Série D

vergonha

Ontem, aos 44 minutos do segundo tempo, Tupy/MG e Aparecidense/GO, empatavam em dois a dois, pela Série D do Brasileirão, correspondente à quarta divisão.

Somente a vitória classificaria a equipe mineira para a próxima fase, eliminando, por consequencia, os goianos,

E ela aconteceria, não fosse um lance inusitado, no derradeiro minuto, em que o massagista do Aparecidense invadiu o gramado e, por duas vezes, impediu o gol adversário.

O árbitro, embora criticado, acertou em não assinalar gol.

Em primeiro lugar a bola não entrou, como afirmaram dezenas de torcedores que enviaram, emails para o blog.

Depois, pela regra da FIFA, o massagista é considerado neutro no jogo, ou seja, inexiste.

A grande questão, evidentemente, são as punições que ainda não foram tomadas, administrativamente, e que, certamente, estão ao alcance do judiciário e também da CBF.

O massagista deveria ter sido preso em flagrante e, posteriormente, se existirem dirigentes decentes no Aparecidense, demitido.

A equipe goiana, beneficiada por um evidente ato de sacanagem, eliminada sumariamente do campeonato, afinal, é responsável pelos atos de seus funcionários.

Consequentemente, o Tupy herdaria a vaga, colocando o mínimo de decência no já tão tão indecente mundo do futebol.

Veremos agora quais os interesses dos que podem decidir a polêmica, CBF e STJD, quase sempre mais alinhados com o dinheiro e a política do que com a realidade dos fatos.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: