Advertisements
Anúncios

O Campeonato Paulista é do Corinthians mais uma vez

Numa partida difícil, valorizada pela luta do adversário, o Corinthians empatou com o Santos em um a um, conquistando o título do Campeonato Paulista 2013.

O 27º de sua gloriosa história.

Danilo, um grande jogador, e Paulinho, se despedindo, foram os melhores do Timão.

Neymar discutiu mais do que jogou pelo lado do Peixe.

A primeira etapa começou nervosa, disputada, sem que nenhuma equipe sobressaísse em cima da outra.

Porém, aos poucos, os espaços começaram a ser criados e o jogo ficou emocionante.

Aos 8 minutos, Neymar cruzou pela esquerda e Felipe Anderson, de primeira, bateu por cima.

Sheik bateu cruzado da entrada da área, aos 18 minutos e a bola passou perto.

Felipe Anderson perdeu gol feito aos 21 minutos, em batida que Cassio defendeu.

O Santos abriu o marcador aos 26 minutos, quando Durval ajeitou bola levantada na área para Cicero, de primeira, marcar um golaço.

Nem deu tempo para comemorar porque o Corinthians, dois minutos depois, empatou, quando Romarinho dividiu com a zaga na área, Paulinho bateu, Rafael defendeu e a bola sobrou para Danilo, o melhor do Timão, conferir.

A equipe do Peixe reclamou, em três oportunidades de penalidades em possíveis toques de mão dentro da área corinthiana, mas, em nossa opinião, apenas uma delas, de Paulo André, cortando imprudentemente com o braço cruzamento de Bruno Peres, aos 36 minutos, poderia ser marcada.

No final, blitz corinthiana.

Aos 40 minutos, Paulinho bateu falta no travessão, e, na sequencia, Danilo fez grande jogada pela esquerda, bateu a bola na trave, com Romarinho pegando o rebote para boa defesa do arqueiro santista.

As equipes voltaram do intervalo nervosas, com o Santos buscando mais o ataque, enquanto o Corinthians tentava valorizar a posse de bola.

Depois de jogada incrível de Cicero, aos 5 minutos, que passou por toda a zaga do Timão, a bola sobrou para André que bateu de maneira lamentável para fora, cara a cara com Cassio.

No contra-ataque, Romarinho bateu cruzado e Rafael defendeu bem.

Aos 12 minutos, Muricy perdeu a paciência com André e o sacou para colocar Miralles.

Tite, cauteloso, tirou Sheik e colocou Edenilson.

Quatro minutos depois, Edenilson deu lançamento perfeito para Romarinho que, na cara de Rafael, bateu na trave.

Cassio caçou borboleta, aos 18 minutos, e a bola quase sobrou para o Peixe marcar.

O jogo, nesse momento, apesar da pressão do Peixe, em oportunidades de gol era lá e cá.

Pato entrou no lugar de Romarinho, aos 30 minutos.

Cinco minutos depois Ralf travou batida de Miralles, dentro da pequena área, evitando gol do Peixe.

Douglas entrou no lugar de Guerrero aos 37 minutos, para segurar a posse de bola ainda mais.

Pato, aos 40 minutos, cabeceou raspando a meta direita do Peixe, após cruzamento de Edenilson.

Faltando quatro minutos, a facção criminosa Gaviões da Fiel, com a falta de inteligencia habitual, lançou sinalizador dentro do gramado, paralisando o jogo por três minutos.

Os “apostolos” de Oruro sentiram-se homenageados.

Deu tempo ainda para, aos 48 minutos, Douglas fazer grande jogada e rolar para Pato perder gol feito.

No final, o título do Corinthians, merecido, serviu como consolo pela eliminação da Libertadores, valendo ainda mais por ter impedido o Peixe de chegar a sua quarta conquista consecutiva.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: