Advertisements
Anúncios

Defesa entrega e Corinthians se complica na Argentina

O Corinthians bobeou demais na defesa no setor defensivo na derrota por um a zero para o Boca Juniors, nitidamente inferior tecnicamente.

Além disso, atacou pouco, possibilitando um avanço mais tranquilo da equipe adversária.

Resultado que dá boa vantagem ao Boca no jogo de volta, já que o Timão não conseguiu fazer ao menos um gol fora de casa, como em 2012.

A primeira etapa foi disputada como se fosse um clássico argentino, pegado, catimbado, num clima, ao contrário do que ocorria em anos anteriores, favorável aos brasileiros que, malandros, enervavam mais os argentinos do que o inverso.

Sheik, novamente o provocador “mor”, parece ter nascido para jogar contra o Boca Juniors.

Paulinho, como de costume, gastou a bola e não afinou em nenhuma dividida.

Lances de perigo criados foram poucos, a maioria em batidas de fora da área.

O melhor lance do Corinthians foi um cruzamento de Paulinho pela direita que Sheik, de primeira, mandou por cima.

Pelo Boca, uma batida em curva da direita para a esquerda que passou perto do ângulo de Cassio e uma cabeçada de Blandi, que passou perto do gol.

O segundo tempo começou equilibrado, com o Corinthians ensaiando mais contra-ataques do que na etapa inicial.

Porém, aos 5 minutos, Danilo sentiu a panturrilha e saiu para a entrada de Jorge Henrique, mudando o estilo de jogo da equipe e deixando o torcedor preocupado com o estado físico de um dos principais jogadores do clube.

Quando o Corinthians parecia senhor das ações, Fabio Santos bobeou e deixou Blandi sozinho, na cara de Cassio, que não perdoou.

Atrás no marcador o Timão adiantou a equipe e, aos 18 minutos, Romarinho pegou batida cruzada de primeira, que foi bem defendida pelo goleiro argentino.

Aos 24 minutos, Romarinho fez grande jogada pelo centro, serviu a Guerrero que bateu bola em curva na trave, no rebote, Paulinho, de primeira, colocou por cima.

Quatro minutos depois Pato entrou no lugar de Romarinho.

Aos 33 minutos, Cassio, de maneira infantil, saiu com a bola nas mãos fora da área, ocasionando falta batida com perigo por Blandi, dois minutos depois.

Cassio falhou novamente ao rebater uma batida de fora da área nos pés de Ledesma, que bateu para as redes, mas, por sorte do Corinthians estava impedido.

Um minuto depois, o mesmo Ledesma, que havia levado amarelo ao comemorar gol anulado, foi expulso ao entrar por cima numa dividida com Ralf.

Mas pouca coisa havia ainda ser feita.

Resta agora ao Corinthians vencer por dois a zero, no Pacaembu, ou levar a partida para as penalidades, com a contagem mínima, se quiser sonhar com o bi-campeonato continental.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: