Advertisements

Kia Joorabchian teria entregado nome de ex-mafioso morto para poupar Boris Berezovsky em depoimento do caso MSI

kiaberezovsky

Enfim, após anos de atraso, o julgamento do caso MSI-Corinthians caminha com velocidade satisfatória na Justiça Federal.

Acusados de lavar dinheiro da Máfia Russa no clube de Parque São Jorge, são grandes as chances dos indiciados serem condenados.

Entre eles, o iraniano Kia Joorabchian.

Fontes do MP revelam que, em recente depoimento, o iraniano utilizou-se de uma tática de colaboração com a Justiça, na tentativa de reduzir uma possível pena ou até conseguir improvável absolvição.

Porém, teria revelado apenas uma meia verdade, ao dizer que o investidor principal da parceira, que antes se negava a contar, era o georgiano Badri Patarkatsishvili, já falecido, segundo dizem em “acerto de contas” de mafiosos, minimizando a importância de outro réu, o russo Boris Berezovsky.

Badri e Berezovsky eram sócios na MSI, porém, o georgiano claramente tratava-se de uma presença minoritária.

Certo é que as evidências e provas do MPF contra todos os envolvidos são absolutamente substanciais, e, em certo momento, contrariam parte do depoimento do iraniano.

Ainda este ano deveremos ter o veredito final da Justiça sobre o caso, tomara, com a condenação impiedosa dos que forem apurados como culpados.

andresmafia2

Andres Sanches e Dualib na residência de Badri, na Georgia.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: