Sócio expulso ganha R$ 3 mil do Palmeiras na Justiça

João Carlos Mani foi expulso do quadro associativo do Palmeiras, em maio deste ano.

Recorreu da decisão no COF.

Porém, antes disso, teve sua entrada impedida no clube, mesmo sem o julgamento final do recurso.

Razão pela qual requereu judicialmente indenização por dano moral de R$ 12 mil.

Conseguiu R$ 3 mil.

Mais um valor, desta vez pequeno, a ser debitado da conta da incompetente gestão palestrina.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.