Empresa “caloteira” fecha as portas: vai sobrar para o Corinthians

Comprovando matéria feita por este espaço, dias atrás, a empresa “Apito Promocional”, de apenas quatro meses de vida, criada pelo grupo de Luis Paulo Rosenberg para lucrar em cima da marca “Corinthians”, inclusive com calote de R$ 1 milhão numa “estranha” transação de patrocínio, fechou as portas.

http://blogdopaulinho.com.br/2012/10/15/comprovada-ligacao-de-luis-paulo-rosenberg-com-empresa-que-deu-calote-de-r-1-milhao-no-corinthians/

O site oficial explica pouco, diz que a “promoção” foi cancelada por “problemas técnicos” e promete, para quem enviar e-mail (nada de telefone), ressarcir os que nela acreditaram.

Podem esquecer.

Não há dúvida que, além de não receber o valor de patrocínio, R$ 1 milhão, o Corinthians, que vendeu a empresa em seu site oficial como “parceira” do clube, terá que arcar solidariamente com os prejuízos.

Mais uma “obra” de Rosenberg, que, sorrindo, certamente inventará, durante a semana, novos “produtos” para desviar o foco de mais essa picaretagem mais do que explícita, com a ajuda de “parceiros” da imprensa, como, por exemplo, os “garotos propagandas” Neto e Milton Neves, que também emprestaram seus nomes ao “empreendimento.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.