Advertisements

“Gabriela” salva torcedor brasileiro da tortura

O crime contra a história de Brasil e Argentina começou com o devido castigo quando caiu a energia do estádio Centenário, de uma equipe da 4ª divisão portenha, indigno mesmo dos reservas dos reservas que estavam no gramado, atrasando o início da pelada que decidia o “título” de melhor entre os piores dos melhores.

Uma lambança.

E terminou, pelo menos na tela da Globo, até o momento, com a exibição, bem mais agradável ao olhos, de Gabriela, poupando-nos de assistir o triste espetáculo que certamente estava por vir.

CBF e AFA de mãos dadas na mediocridade.

ATUALIZAÇÃO: O vexame acaba de ser completado com o cancelamento da partida e, por consequência, da “finalíssima” da mediocridade. Não se sabe ainda quem será o “campeão” do ilustre embate, mas a declaração de Andres Sanches, diretor da CBF,  pedindo a “seriedade” que nunca teve, falando ainda do “problema da política entrar em campo”, em alusão a presidenta argentina, foi a cereja nesse bolo embolorado servido ao torcedor por aqueles que continuam vendendo gato por lebre sem o menor constrangimento.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: