Advertisements

Eleições em São Paulo: império da mentira começa a ruir

A nova prévia do DATAFOLHA, divulgada ontem na Rede Globo e hoje pelo próprio jornal, em que o candidato Celso Russomano (IURD) perdeu cinco pontos percentuais na disputa pela Prefeitura de São Paulo, demonstra que o Império da Mentira começa a ruir, após denuncias comprovadas de suas irregularidades.

Algumas dessas inverdades, tão deslavadas, que constrangeriam até o maior mito dessa gente, o Barão de Munchausen.

Edir Macedo, por exemplo, segundo a coluna de Mônica Bergamo, disse num dos cultos de sua seita infernal que sequer conhece o candidato, fato desmentido por fotos e testemunhas, chegando ao cúmulo de afirmar que não interfere na Rede Record, “vou lá uma ou duas vezes por ano”, disse.

Russomano, então, é quase um Andres Sanches da politica, com hábitos e posturas que lembram, e muito, o ex-presidente do Corinthians.

Não tem nenhum problema com a mentira, e, se pego com a boca na botija, finge que nada está acontecendo, logo encontrando outra desculpa para substituir o que foi desmascarado.

Durante a campanha, “orou” em diversas religiões, renegou o “parceiro” Paulo Maluf, fez acordo na Justiça para abafar escândalos de sua postura quase sempre desqualificada, que inclui denuncia até de assédio moral, e se disse católico não praticante, embora esteja semanalmente na IURD, entrando de helicóptero, e saindo invariavelmente com malas preenchidas.

Com o bolso cheio de “argumentos”, como diria a brilhante ópera “O Barbeiro de Sevilha”, em cartaz no Teatro São Pedro, em São Paulo, Russomano diz o que o interlocutor deseja escutar, nem que para isso precise inventar os maiores absurdos.

Até porque, seus mantenedores, sejam os da IURD, ou então o casal Hernandes, com quem esteve reunido na tarde de ontem, tem a mentira, assim como o candidato, como principal instrumento de trabalho e fonte de arrecadação.

Muitos, de fato, estavam sendo enganados,  quase todos oriundos do grupo de “bovinados” pelos Templos de Estelionato, geridos por essa gente.

Mas, pela evolução das últimas pesquisas, àqueles que acreditavam protestar politicamente votando em Russomano foram alertados pelos recentes fatos, e estão percebendo que a opção escolhida para isso prejudicaria ainda mais a vida da população.

Seja qual for o resultado da eleição a Prefeitura de São Paulo, a derrota do grupo que comanda o fantoche Celso Russomano será demonstração que o eleitor, mais maduro, buscou informações sobre o candidato, evitando cair em mais um conto do vigário, ou melhor dizendo, do “pastor”.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: