Advertisements

Flu para no Corinthians. Verdão e Peixe deram vexame

O Fluminense bem que se esforçou, mas parou no forte setor defensivo do Corinthians, que após duas partidas instáveis, voltou a atuar bem.

Com o empate em um a um perdeu a oportunidade de se colocar em primeiro lugar no Brasileirão, depois do heroico empate da Ponte Preta com o líder Atlético/MG, para alegria dos nobres campineiros.

Logo no início da primeira etapa, aos 30 segundos, Sheik escapou pela direita e bateu cruzado, bola que saiu à direita da meta de Diego Cavalieri, dando a entender que o Timão partiria com tudo para cima do Flu.

Não aconteceu.

Aos poucos a equipe carioca passou a tocar mais a bola no ataque, embora encontrasse enormes dificuldades para vencer a sempre eficiente marcação corinthiana.

Criou algumas poucas chances em batidas de fora da área e numa chance cara a cara de Wellington Nem, bem defendidas pelo goleiro Cassio.

O Corinthians só voltaria a atacar perto do final, aos 36 minutos, quando Ralf tomou a bola de Wagner e serviu para Sheik, dentro da área, abrir o marcador.

Na segunda etapa somente o Fluminense jogou, com o Corinthians limitando-se a defender, por sinal, o que faz de melhor, dificultando e muito a vida de seu adversário.

Tanto que a primeira chance real de gol dos cariocas surgiu apenas aos 15 minutos, em cabeçada de Thiago Neves, sozinho, na marca do pênalti, por cima do gol.

Aos 26 minutos Cassio fez grande defesa em cabeçada a queima roupa de Fred.

Sete minutos depois o mesmo Fred cabeceou novamente, e a bola passou muito perto da trave esquerda.

Na pressão, o Flu, enfim, conseguiu o empate, aos 37 minutos, numa bola levantada na área, que Fred se antecipou a Cassio e mandou para o fundo da rede.

Um resultado bem mais agradável para o Corinthians, que até fez cera no final, e que deixa o torcedor do Fluminense com o gosto amargo de perder a chance de chegar à liderança do torneio.

Enquanto isso, Palmeiras, que perdeu para a Lusa por três a zero e caminha a passos largos para seu segundo rebaixamento, premiando a mais incompetente gestão de sua história, e o Santos, com Ganso hostilizado pela torcida após a derrota para o Bahia, em casa, por três a um, foram os vexames da rodada.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: