Advertisements

Cheiro de calote: qual é o plano de pagamento do Corinthians para o “Fielzão” ?

Pouco mais de um ano antes da inauguração do “Fielzão”, se todos os prazos forem cumpridos, até o momento não se tem a menor ideia de como o Corinthians procederá para quitar a bilionária dívida do “Fielzão”.

Muito se conjectura, mas, de prático, nada existe.

Nenhum plano de ação, muito menos explicações concretas fornecidas, nem aos credores, muito menos aos conselheiros do clube.

O fato é que, gente que entende do assunto, aposta que as parcelas para quitar o estádio podem tomar entre R$ 8 milhões e R$ 10 milhões mensais do clube, nos próximos 30 anos, tempo que o Corinthians obteve para quitar o fundo de investimentos responsável pela obra.

Ou seja, os valores, em números atuais, podem atingir no final algo próximo de R$ 3,6 bilhões.

Isso já contando o abatimento da dívida com o dinheiro que a Prefeitura irá injetar no empreendimento por intermédio de incentivos fiscais.

Uma pendência, se levarmos em consideração a atual situação financeira alvinegra, impossível de ser quitada.

Se um projeto mirabolante de arrecadação, que atualmente inexiste, não for criado dentro deste ano e meio, teremos o início de uma gigantesca bola de neve, indicando dois resultados óbvios.

O Corinthians ficará insolvente, sem dinheiro para montar equipes competitivas, quitar dívidas, entre outras coisas, ou será protagonista do maior calote de todos os tempos no mundo esportivo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: