Advertisements

A Copa do Brasil é do Palmeiras !

O Palmeiras, com uma equipe operária, sem grandes individualidades, mas absolutamente lutadora, como são todas as equipes treinadas por Felipão, ressurgiu das cinzas ao empatar com o Coritiba em um a um, no Couto Pereira, sagrando-se Campeão da Copa do Brasil 2012.

Uma façanha inimaginável meses atrás.

Assim como o Corinthians, com Tite, o trabalho do treinador palmeirense foi fundamental para a conquista.

Principalmente após inventar o zagueiro Henrique no meio de campo, dando um toque a mais de qualidade na saída de bola, além de boa proteção defensiva nos momentos preocupantes.

Já o Coritiba foi uma decepção total.

Deixou escapar a chance de título no primeiro tempo em Barueri e não teve forças para reagir em seus domínios.

Tivemos uma primeira etapa absolutamente tranquila para o Palmeiras que, inteligentemente, soube ditar o ritmo da partida.

O Coxa até tentou exercer uma pressão nos primeiros 15 minutos, porém, ineficiente no ataque, nada criou.

Enquanto isso, aproveitando-se das fragilidades defensivas do adversário, o Verdão, no contra-ataque, foi criando suas chances.

Aos 13 minutos, após boa troca de passes ofensiva, a bola sobrou para Juninho bater de primeira, mas o goleiro defendeu bem.

Seis minutos depois, Marcos Assunção, sempre perigoso, bateu falta do lado esquerdo, a zaga paranaense parou e Juninho, dentro da pequena área, perdeu gol inacreditável.

Betinho, aos 20 minutos, completou escanteio batido por Assunção, mas a bola bateu nas costas de Thiago Heleno e saiu para tiro de meta.

Os torcedores do Coritiba, atônitos, assistiam sua equipe apática, sem criatividade, sucumbindo perante um Palmeiras determinado e demonstrando muita tranquilidade.

O único lance do Coritiba digno de nota aconteceu aos 28 minutos, quando Everton Ribeiro ganhou disputa de bola com Thiago Heleno, que sobrou para Rafinha, na cara de Bruno, bater à esquerda do gol.

Minutos depois o zagueiro palestrino se machucou e deu lugar a Leandro Amaro.

O Coritiba voltou com tudo no segundo tempo, enquanto o Palmeiras, diferentemente da primeira etapa, apenas se defendia.

Aos 12 minutos, na tentativa de desafogar um pouco a equipe, Felipão colocou Luan no lugar do cansado Daniel Carvalho.

Porém, aos 16 minutos, Airton bateu falta com enorme precisão e abriu o placar para o Coritiba.

O Couto Pereira explodiu, mas a alegria durou pouco.

Aos 20 minutos, Marcos Assunção colocou a bola na cabeça de Betinho, que teve apenas o trabalho de desviar para o fundo das redes.

Era praticamente o gol do título, pois o Coxa teria que fazer três gols de diferença para roubar a Copa do Verdão.

E, de fato, foi.

Infernal, Assunção, o nome do jogo, bateu outra falta incrível, aos 28 minutos, que pegou na trave.

Quatro minutos depois Bruno fez grande defesa em chute de Anderson Aquino.

Houve tempo ainda para Pereira cometer falta e deixar o Coxa com um a menos.

O Palmeiras, que nada tinha com isso, segurou o resultado até o final e, depois de muitos anos, venceu um campeonato relevante, novamente sob a batuta de Luis Felipe Scolari.

Caberá agora à sua diretoria tentar demover seu treinador do desejo de sair, permanecendo para a importantíssima disputa da Libertadores, em 2013.

Sem dúvida alguma, a festa, tão esperada pelo torcedor palmeirense nos últimos anos não tem hora para acabar.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: