Advertisements

Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br Email: caminhodasideias@superig.com.br

MUDANÇAS NAS LEIS DO JOGO

A partir do primeiro dia do mês de julho ocorrerão as seguintes modificações;

1ª) No banco de reservas, poderemos ter entre três e doze substitutos (a critério das confederações nacionais), nas partidas patrocinadas pela FIFA, serão 12. No Brasileirão 2012, continuarão sete até o final, em 2013, passarão a ser 12.

2ª) Esparadrapos nas meias deverão ser na cor predominante das mesmas, ou seja, se a meia for preta; cor preta no esparadrapo.

3ª) Um gol direto de bola ao chão não será mais consignado. Se um jogador chutar uma bola para o gol direto de uma bola ao chão, será marcado tiro de meta. Se ele fizer um gol contra direto de uma bola ao chão, deverá ser marcado escanteio.

4ª) A relação dos atletas que entrarão em campo poderá ser modificada antes do inicio da partida SEM PREVIO AVISO AO ÁRBITRO. Esta modificação devera criar bagunça geral, vez que os técnicos poderão passar uma relação diferente daquela que entrara em campo.

IMPORTANTE

As modificações terão validade nas competições que se iniciarem a partir do dia 1º de julho.

Brasileirão – Série A

Sábado 23/06/2012

Portuguesa de Desportos x São Paulo

Árbitro: Antonio Rogério do Prado (SP)

Cartões amarelos mostrados corretamente, quatro pro São Paulo,  um para Portuguesa, trabalho normal.

Atlético-MG x Náutico

Árbitro: Raphael Claus (SP)

No lance da penalidade máxima a favor da equipe mineira, errou quanto ao local, o atleticano Jô, sofreu falta, porém, fora da linha da grande área da equipe pernambucana.

Item Técnico

Deixou de marcar algumas infrações, invertendo outras.

Item Disciplinar

Não se deu bem, em muitas situações, foi contestado pelos litigantes.

Domingo 24/06/2012

Corinthians x Palmeiras

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)

Sem novidade, trabalho normal.

Grêmio x Flamengo

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (FIFA-SP)

Não teve influência no resultado, na parte disciplinar; deveria ter sido mais ativo.

Botafogo x Ponte Preta

Árbitro: Evandro Rogério Roman (FIFA-PR)

Não passou no teste físico, mesmo assim, foi escolhido, participou do “sorteamento”. Após o giro do globinho da “sorte”; não deu outra, a bolinha contendo seu nome correu risonha para fora.

Durante a contenda, trabalho normal, não foi exigido.

COPA LIBERTADORES

Quarta Feira 27/06/2012

Boca Juniors (ARG) x SC. Corinthians Paulista

Árbitro: Enrique Ósses (CHI)

Item Técnico

Na disputa entre o argentino Roncaglia e Emerson Sheik, o brasileiro, tentou cavar a expulsão do oponente; corretamente, o árbitro, não entrou na dele.

ACERTOU

– No lance que antecedeu o gol da equipe argentina,

– Chicão tentou evitar que a bola ultrapassasse a linha do gol tirando com a mão,

– este fato chamou a atenção de muitos,

– faltas dentro da área, são penalizadas,

– da mesma maneira, quando fora, portanto;

– o árbitro, agiu corretamente,

– observou a vantagem da equipe argentina,

– após a conclusão, com a marcação do tento,

– continuou acertando,

– advertiu o zagueiro Chicão, com cartão amarelo.

EM TEMPO

a)         Caso o atleta argentino houvesse errado, ou seja, ter chutado a bola na trave, ou a redonda tivesse sido desviada por um dos oponentes mesmo que involuntariamente, a vantagem não se concretizaria;

b)         Caso ocorresse um destes fatos, o árbitro marcaria falta penal, em seguida, cartão vermelho.

c)         Caso o atleta atacante tivesse a sua frente à meta totalmente livre, mesmo assim, tivesse chutado a bola para fora, sou convicto, que o árbitro continuaria seguido à regra, daria o cartão amarelo para Chicão, mandando prosseguir a contenda.

LIMPEZA NA ADMINISTRAÇÃO DO FUTEBOL

Para tanto devemos lutar para que sejam afastados noventa e nove por cento dos atuais dirigentes das federações, da confederação e, dos clubes, incluso os dirigentes das entidades paralelas.

POLITICA

Parece que a presidente Dilma Rousseff não esta disposta a receber José Maria Marim, poderia aproveitar, e mandar apurar o desempenho social e financeiro de José Maria Marim, da juventude, até hoje.

José Maria Marim (famoso medalhinha), adora levar vantagen$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$.

Chega de Corruptos e Corruptores

Acorda Brasil

SP- 30/06/2012

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: