Advertisements

Morte na igreja do capeta

O vereador carioca, Waldir Abrão, diretor da IURD entre 1981 e 1986, foi encontrado morto, com ferimento na cabeça, seis dias após ter declarado ser o laranja em empréstimos tomados pela igreja.

São grandes os indícios de assassinato.

Foram cerca de 20 empréstimos fictícios que, na verdade, tinham a função de lavar dinheiro do exterior, para utilizá-lo na aquisição de uma rede de TV em Goiás.

Na declaração do vereador muitos fatos foram revelados.

A atuação de Edir Macedo e as falsificações de assinatura em diversos documentos.

Foram aproximadamente R$ 7 milhões em empréstimos, que nunca foram pagos.

Estelionato, corrupção e agora morte.

O que falta mais para que o MP, a Polícia Federal e os órgãos governamentais dêem fim a esta organização criminosa travestida de igreja ?

Facebook Comments
Advertisements

17 comentários sobre “Morte na igreja do capeta

  1. Carlitus

    Temos três graves obstáculos para por este pais nos trilhos da lei:
    1) O crime é organizado, o poder público é desorganizado.
    2) O crime organizado está no poder. Isto é, está muito bem representado no poder; nas várias instâncias do poder público.
    3) Os maus exemplos dados pelas lideranças(especialmente políticas) e, como consequência do segundo ítem acima, temos a impunidade.

    Prestem atenção e vocês verão que, a retórica

  2. Carlitus

    Complemento:

    Prestem atenção e voces vào perceber que, a retórica e a discursividade escorregadia (politicamente correta) de quem está no poder, hoje, tem sempre um viés legitimador do ilicito. O dialeto deles é o Falcatruês.

    Está na hora desta nação acordar e sair do berço esplêndido.

  3. Milton

    Pode ter certeza que vai aparecer algum “fanático religioso” assumindo a culpa, dizendo que fez por motivos de fé bla bla bla mas na verdade deve ter sido à mando de alguém.
    Como no Brasil quem tem dinheiro não vai preso, tá tudo lindo!!!

  4. cl mor

    resumindo o comentário do leitor carlitus.só DEUS mesmo,para colocar termo em tudo isso.esse desgraçado do edir macedo,já está morrendo com sua mão ressequida,de tanto roubar.e nem assim toma jeito.e aquele cheque que vc filmou paulinho.foi o edir que falsificou a assinatura do andres.esse cara não presta mesmo,heím?

  5. FELIPE

    Paulinho também sonho como dia em que o MP tome essa atitude. Infelzimente, isso dificilmente vai acontecer. Qualquer tentativa nesse sentido, será barrada sob o argumento de perseguição religiosa.

  6. LUIZ

    Prezada Claudia: Eu sou ateu e consequentemente me sinto a vontade para falar de “igrejas”, seja ela qual for. A Universal tem crescido tanto, por um simples motivo: A sua “clientela”está satisfeita com os “produtos” ali oferecidos. Simples assim! Nunca ouvi falar que alguém foi obrigado a ir lá. Acho até que os gestores da tal “igreja” são ótimos empresários que investem e reinvestem muito “pesado” no seu negócio, ao contrário dos empresários nacionais, os quais na sua maioria, enriquecem sonegando impostos e cada vez mais reduzindo empregos, adoram substituir gente por máquinas.

  7. ISRAEL (RIBEIRÃO PRETO-SP)

    Desde que o mundo é mundo, o povo sempre caiu na lábia de espertalhões, não é só no mundo evangelico, em todos os segmentos, o esperto tira sempre o seu. A igreja católica reinou em berço esplêndido durantes seculos e agora ve escorrer pelo ralo (outras religiôes) o seu rico dinheiro que recebia mensalmente em forma de dizimo. Vai em qualquer tipo de igreja, templo, que quiser ir, niguém é obrigado.

  8. Alessandro-Palmeirense

    Auto-lá, Luiz. Sou empresário e essa infeliz generalização sua é burra.
    Sem sombra de dúvida o maior fator para uma empresa crescer é a competência de seus donos. Mas se nós tivessemos as facilidades fiscais que as igrejas tem, tenho absoluta certeza que menos pessoas seriam desempregadas e menos empresas quebrariam.

  9. Lesto

    Nada a ver galera o maluco vendeu a alma pro capeta ai o cramulhão veio buscar o produto negociado.
    Simples assim!

  10. LUIZ

    Alessandro: Generalizei de propósito. É lógico que existem empresários que não sonegam, mas eu ainda não tive o previlégio de conhece-los. Sonegar é crime, consequentemente quem sonega é apenas mais um criminoso. As desculpas dos sonegadores é que os impostos são altos e por isso sonegam. As maiores empresas do Brasil não vendem nada sem N. Fiscal, tente comprar alguma coisa da Nestlé, Walmart, Carrefour, Coca-cola, etc. etc. etc., ou seja: este argumento é FURADO!!!!!!!!!! Outra resposta que que os “criminosos” dão é que não adianta pagar porque os politicos roubam, mas esquecem de assumir que são LADRÔES iguais e apenas estão roubando antes o dinheiro dos impostos cobrados de nós, simples mortais contribuintes. Fico Feliz em conhecer um empresário não sonegador. Parabéns!!!!

  11. Doutor Raposo

    Huahuahua! Essa história daria um filme do Zé do Caixão. O título por si só (Morte na igreja do capeta), já é excelente!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: