Advertisements

A farra de Orlando Silva – cap. 2.398

O ESTADO DO PARANÁ – PR

CIDADES – 19/11/2008

Improbidade

O MPF de Umuarama também ajuizou, no último dia 12, uma ação civil pública de improbidade administrativa contra o prefeito da cidade Luiz Renato Ribeiro de Azevedo, a diretora da Fundação Cultural e Esportes de Umuarama, Sirley Fátima de Souza, e o ex-coordenador do Programa Segundo Tempo, Alan Mackert dos Santos.

O MPF constatou que houve desvio no dinheiro encaminhado ao município de Umuarama para a realização do projeto Segundo Tempo, do Ministério dos Esportes.

A ação originou-se de procedimento administrativo iniciado pela Advocacia-Geral da União (AGU), que encaminhou cópias ao MPF de documentos que relatavam possíveis fraudes na execução do Projeto Segundo Tempo.

Tal projeto era destinado às crianças e adolescentes de vários municípios brasileiros, no contra turno do aprendizado, organizado pelo Ministério dos Esportes em parceria com a respectiva prefeitura.

O objetivo era democratizar o acesso ao esporte educacional de qualidade. No decorrer do procedimento verificou-se que a União repassou ao município R$ 372.000,00. No entanto, há indícios de que tal dinheiro foi desviado.

Na ação, o MPF pediu a indisponibilidade dos bens dos acusados, para fins de ressarcimento ao patrimônio público, além da perda do cargo público, multa civil e suspensão dos direitos políticos.

Facebook Comments
Advertisements

3 comentários sobre “A farra de Orlando Silva – cap. 2.398

  1. Anderson Lopes

    Paulinho,
    Não me parece que a farra seja do Orlando…..vc precisa ser menos tendencioso nos seus comentários.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: