Advertisements

A farra do Orlando – cap. 536

Ministério do Esporte

SECRETARIA EXECUTIVA

EXTRATO DE CONVÊNIO Nº. 342/2007

 

ESPÉCIE: Convênio que celebram entre si a União, por intermédio

do Ministério do Esporte – CNPJ 02.961.362/0001-74 e o GOVERNO

DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – CNPJ: 42.498.600/0001-71

por sua SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO, ESPORTE E

LAZER/RJ – CNPJ: 06.222.709/0001-18.

 

OBJETO: Constitui objeto do presente Convênio a implantação de

150 (cento e cinqüenta) núcleo de esporte educacional do Programa

Segundo Tempo para atendimento a 30.000 crianças, adolescentes e

jovens, na cidade do Rio de Janeiro/RJ.

<!ID821201-0>

DESPESA: Os recursos decorrentes do presente Convênio são provenientes

do Ministério do Esporte, Orçamento Geral da União, no

valor de R$ 5.673.415,90 (cinco milhões, seiscentos e setenta e três

mil, quatrocentos e quinze reais e noventa centavos) e R$1.753.440,00

(hum milhão, setecentos e cinqüenta e três mil, quatrocentos

e quarenta reais) referente à contrapartida, perfazendo o

valor total de R$ 7.426.855,90 (sete milhões, quatrocentos e vinte e

seis mil, oitocentos e cinqüenta e cinco reais e noventa centavos).

O CONCEDENTE promoverá a liberação de 20% (vinte por cento)

dos recursos de sua responsabilidade, representando um dispêndio de

R$ 1.134.683,18 (hum milhão, cento e trinta e quatro mil, seiscentos

e oitenta e três reais e dezoito centavos), para que o CONVENENTE

efetue o cadastramento dos participantes do Programa objeto deste

Convênio.

 

O restante dos recursos do CONCEDENTE destinados à execução do

objeto deste Convênio, no montante de R$ 4.538.732,72 (quatro milhões,

quinhentos e trinta e oito mil, setecentos e trinta e dois reais e

setenta e dois centavos) será liberado em segunda parcela e mediante

assinatura de um termo aditivo a este convênio, de acordo com o

Cronograma de Desembolso constante do Plano de Trabalho.

NOTA DE EMPENHO: 2007NE001299 de 17 de dezembro de 2007,

UG/Gestão: 180002/00001.

VIGÊNCIA: O presente Convênio vigerá pelo período de 14 (quatorze)

meses, a partir da data de sua assinatura, para a execução do

objeto expresso no Plano de Trabalho.

DATA DE ASSINATURA: 31 de dezembro de 2007.

SIGNATÁRIOS: WADSON NATHANIEL RIBEIRO, Secretário Executivo,

C.P.F: 033.330.476-40, JÚLIO CESAR MONZÚ FILGUEIRA

Secretária Nacional de Esporte Educacional – C.P.F: 118.407.288-41,

e SÉRGIO CABRAL OLIVEIRA SANTOS FILHO, Governador do

Estado do Rio de Janeiro/RJ – C.P.F: 744.636.597-87 e EDUARDO

DA COSTA PAES, Secretario de Estado de Turismo, Esporte e Lazer/

RJ – C.P.F: 014.751.897-02.

 

PROCESSO Nº: 58701.001152/2007-97.

Facebook Comments
Advertisements

11 comentários sobre “A farra do Orlando – cap. 536

  1. Denilson Martins

    SPFC X Inter – Quando estava empatada a partida, o SPFC faz gol legítimo com Dagoberto, o árbitro anula erradamente;

    SPFC X Grêmio – O Grêmio vence por 1 X 0 com um gol absolutamente irregular de Perea, um erro que colocou o SPFC a 11 pontos do líder Grêmio;

    Náutico X SPFC – No primeiro turno, o jogador do Náutico que faz o segundo gol da equipe pernambucana, empurra o marcador do SPFC, antes de chutar para marcar e decretar 2 X 1 no placar para os pernambucanos, detalhe, Aloísio foi expulso de maneira incorreta pelo árbitro, quando estava 1 X 1;

    Sport X SPFC – O jogo terminou 0 X 0, mas Hugo, sofreu pênalti claro, quando se preparava para marcar de cabeça, e é empurrado pelo defensor da equipe campeão da Copa do Brasil;

    Atlético PR X SPFC – O SPFC é prejudicado o jogo todo pelo árbitro, acho que foi o Wágner TArdelli, que não apita pênalti, e marca impedimento num lance em que um Sãopaulino é derrubado dentro da área, as câmeras mostraram que não havia impedimento, na sequência, o zagueiro Aislan, do Tricolor, é expulso, por uma jogada, onde ele nem toca no atacante do Furacão, e para piorar, recebe mais dois jogos de suspensão pelo isento “STJD”.

    Ano passado foi legal, Hugo cuspiu, levou 120 dias, Bosco simulou ser atingido por uma pilha e levou vários jogos, mas jamais procuraram saber quem atirou a pilha no gramado, curiosamente, no jogo desse ano pelo Brasileiro no parque antártica entre o Tricolor e o Palmeiras, uma pilha foi arremessada em campo, o árbitro relatou, mas o arremesador foi identificado e preso, é muito estranho.

    BENEFÍCIOS AO SUJO, NAZIFACISTA E DESONESTO PALMEIRAS:

    TROCENTOS PÊNALTIS

    EXPULSÕES ESCANDALOSAS DE JOGADORES DO INTER NO PRIMEIRO TURNO, PARA BENEFICIAR AS PERQUETES.

    NÃO EXPULSÃO DE KLÉBER NO JOGO CONTRA O GRÊMIO, QUANDO O CANALHA QUE JOGA NO TIME CANALHA DO PALMEIRAS DESFERIU MAIS UMA COTOVELADA NO JOGADOR GREMISTA.

    NÃO EXPULSÃO DE DIEGO SOUZA NO JOGO DAS PERIQUETES CONTRA O CRUZEIRO, QUANDO O TAMBÉM CANALHA ATLETA QUE JOGA NO TIME CANALHA E FRESCO DAS PERIQUETES. O SAFADO FICOU EM CAMPO E FEZ O GOL DA VITÓRIA ROUBADA DO TIME MAFIOSO.

    PÊNALTI INEXISTENTE A FAVOR DAS PERIQUETES NO JOGO CONTRA O GOIÁS. O SAFADO KLÉBER, CLARAMENTE AGARRA O DEFENSOR DO GOIÁS, JOGANDO ESSE AO CHÃO, E ASSIM, O JUIZ COMPRADO PELO ESQUEMA TRAFFIC, APITA PÊNALTI INEXISTENTE PARA AS PERIQUETES.

  2. Vinicius Duarte

    Qual foi a “farra” aí? Não entendi…

    Isso é um convênio para construção de centros esportivos, entre o Gov. Federal, Estadual e Prefeitura do RJ. Não estão sendo construídos???

  3. Claudio

    Você só pode estar de brincadeira. Veja os seus próprios grifos. Ou você não quer que sejam beneficiadas 30 mil crianças?

    Dá um tempo…

  4. Anderson Lopes

    Paulinho,
    além de louco esse tal de Denilson Martins não tem a menor condição de travar um diálogo dentro dos limites mínimos de respeito e educação. Não sei como vc aprova um comentários desse nível.

  5. CONTRA A IMPUNIDADE

    Precisamos lembrar ao senhor Paulinho, dono do blog, que nós torcedores e trabalhadores que pagam impostos e suas contas em dia; nós que participamos de eleições e tentamos nos fazer representar da melhor maneira possivel, estamos INDIGNADOS com a demora referente ao processo de apuração e punição dos responsáveis pelo caso do gás na semi-final do campeonato paulista de 2008.
    Mesmo após o JORNAL LANCE ter divulgado que durante as escutas telefônicas no caso da máfia dos ingressos, foram encontradas/criadas provas ( gracações de conversas ) do envolvimento de torcedores e dirigentes da Sociedade Esportiva Palmeiras, estranhamente notamos “morosidade” no processo.
    Gentilmente solicitamos ao caro jornalista, que nos informe, cobre, investigue.
    Nós não queremos de forma alguma ter gente desta espécie vestidos de representantes mascarados de pessoas de bem em nosso meio.

    QUE SE INVESTIGUE, QUE JULGUEM E PRINCIPALMENTE QUE PUNAM OS RESPONSÁVEIS.

    NÃO A IMPUNIDADE !!!

  6. Leopoldo Alves

    O Programa Segundo Tempo, foi feito pelo PCdoB para eleger a Deputado Federal – o então Ministro Agnelo Queiroz. Observem que os valores referem-se a IMPLANTANÇÃO, e não construção, ou seja, tudo isso apenas para mão de obra qualificada e equipamentos.
    Com a saída do Agnelo, assumiu o Ministério o Secretário Geral, Orlando Silva, que se comprometeu em dar continuidade ao projeto.

    O Programa Segundo Tempo tem que ser monitorado/fiscalizado pelo Ministério porque a verba é parcelada e específica para cada fase de implantação. Seria PERFEITO, se a grana liberada fosse de fato utilizada conforme projeto apresentado, mas não é o que ocorre, na maioria dos núcleos implantados NÃO TEM sequer a BOLA.

    Um programa do Governo Federal que atenderia não só crianças, adolescentes e também idosos, é o Esporte e Lazer na Cidade, que aí sim teria que CONSTRUIR ou ADEQUAR espaços, para que toda a comunidade tenha acesso, mas não interessou politicamente ao PCdoB, já que a única bandeira que eles defendem hoje é a do Esporte.

    Assinam além do Ministro Orlando, “companheiros” que foram acomodados em cargos por favores e acordos políticos. De um lado Orlando Silva e Júlio Filgueira – foi Sercretário de Esporte em Osasco/SP por 3 anos e não fez absolutamente nada para o Município.

    Do outro lado, o Governador do Rio – Sérgio Cabral e Eduardo Paes – Prefeito Eleito pelo PMDB, depois de ter passado pelo PV e PSDB. Foi Deputado Estadual e Secretário de Esporte RJ, e ainda está respondendo ao Ministério Público por CORRUPÇÃO, IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA. Fez uma campanha milionária e é da base aliada do Governo.

    Moral da história: O esporte no Brasil continua sendo moeda de troca para “contemplar” apoiadores de campanha, que depois de empossados, a primeira coisa que eles NÃO fazem, é cumprir o plano de Governo.
    O ESPORTE NO BRASIL É SÓ PARA BARGANHAS POLÍTICAS E ELEITOREIRAS, lamentavelmente.

  7. Guilherme

    Sinceramente, nao entendi o seu post. Se você o colocou no ar é porque deve conhecer alguma irregularidade na história que eu e a maioria dos seus leitores não.

    Explica um pouco melhor vai? (Nao estou duvidando de você, só queria entender mesmo)

  8. euclydes zamperetti fiori

    O PCdoB do deputado Aldo Rabelo, nascido em Alagoas + eleito pelo estado de São Paulo é da base aliada ao governo federal e tb do estado e do municipio de São Paulo, tb comandam a secretaria de esportes do municipio paulistano, portanto, estes caras vão aonde encontram o dinheiro e usam a verba para auferirem vantagens.
    Chega de roubalheiras, corrupção e do Toma Lá da Cá.
    Acorda, Brasil.

  9. Vinicius Duarte

    Euclydes “Despertador” Zamperetti (vive mandando o Brasil acordar):

    O secretário de esportes do município de SP se chama WALTER FELDMAN, e, pelo que se sabe, é do PSDB, O P O S I Ç Ã O!!! O Governador de SP se chama JOSÉ SERRA, que é do PSDB, O P O S I Ç Ã O!

    Chega de pseudo-moralistas, politiqueiros e denunciadores vazios.

    Acorda você, irmão!

  10. Aranha

    Foi deste convênio com dinheiro Federal que saiu os lanches que foram encontrados nos escritórios de campanha do Senhor Eduardo da Costa Paes, Prefeito eleito da Cidade do RJ. Material todo este apreendido pelo Tribunal Regional Eleitoral do RJ. Entenderam agora?
    Estes recursos foram liberados para atender crianças carentes atraves do esporte e com reforço alimentar.
    É um absurdo que ao invés de crianças, foram atendidos cabos eleitorais de eudardo paes é o que relatou o Jornal O Globo e a Folha de São Paulo.
    Uma tremenda Vergonha…caso de Policia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: