Advertisements

Coluna do Fiori

fiori_g.jpg

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br   Email: caminhodasideias@superig.com.br

BRASILEIRO SÉRIE B

No sábado, Gama e Corinthians se enfrentaram em partida sem muitas emoções com arbitragem de César Amorim (SC) que não marcou falta de Herrera ao deslocar seu marcador Cléber Gaúcho, empurrando-o.

 Neste lance qualquer árbitro que tenha feito trabalho de aprendizado na várzea e nas divisões inferiores, desde que o tenha feito bem, marcaria falta.

 Ocorre que no hoje a grande maioria dos árbitros central nada assumem, preferem deixar para seus assistentes, num claro transferir de responsabilidade, da falta de personalidade e de péssimo profissionalismo.

Aos 21 e 50 minutos, Herrera foi deslocado por um defensor do Gama dentro da área e caiu o árbitro se fez de conceição, nada marcou ou quis passar a responsabilidade para seu assistente, a bola ficou com goleiro do Gama que aos gestos explícitos e desrespeitosos exigiu cartão para Herrera, seu ato de indisciplina também passou batido.

Lulinha em disputa pela bola dentro da área do Gama aos 31 minutos, tocou por ultimo na mesma, reclamou deliberadamente dizendo que houvera sido tiro de canto e não de meta, novamente o árbitro César Amorim (SC) nada viu.

 O arqueiro do Corinthians Felipe, também merecia amarelo, entendo que os carões mostrados em numero de quatro o foram, corretamente.

OBSERVAÇÃO

Estes constantes atos de indisciplina dos atletas e o deixa pra lá dos árbitros para não criarem o chamado problema de reclamações por parte dos dirigentes cujos atletas tenham sido advertidos com o amarelo, levam a crescer os atos de desrespeito para com todos os componentes da arbitragem na maioria das partidas. 

César Amorim (SC) ao meu angulo de visão, teve fraquíssima atuação, se posta com ar superior e deve de aprender com intensidade que jamais se sabe tudo, que demonstrar superioridade não condiz com o bom relacionamento entre pessoas.

SÉRIE A

VASCO X PORTUGUESA DE DESPORTOS

Partida disputada com normalidade e sem problemas para a arbitragem comandada por Carlos Eugênio Simon (RS).

Atlético (PR) x SÃO PAULO

Árbitro: Djalma José Beltrami (RJ)

Com fraca atuação principalmente na segunda fase da partida, invertendo faltas, por algumas vezes nem as marcou e isto irritou ao publico, foi pessimamente auxiliado por seus assistentes, fora seu demonstrar do não assumir o papel de principal interprete das leis do jogo, quando por volta dos 59 minutos ou 14 da segunda etapa, no lance em que o ataque são-paulino por intermédio de um dos seus atletas e pelo lado direito da defesa atleticana sofreu falta ocorrida dentro da área.

 Beltrami marcou pênalti, ao olhar para seu assistente e vendo a bandeira levantada assinalando impedimento do são-paulino, voltou atrás e confirmou a marcação de seu adjunto. O impedimento foi inexistente, tenho absoluta certeza que faltou a Beltrami das duas uma: não querer assumir ou passou o problema ao assistente, para mim, tinha total domínio do lance.

 GREMIO X FLAMENGO

Jogo bem disputado, com arbitragem de Wilson Seneme (SP), invertendo algumas faltas e não marcando pênalti a favor dos gremistas, bastante claro, conforme imagens da TV.

Não gostei da arbitragem de Wilson Seneme, principalmente no lance faltoso cometido pela defesa do Flamengo em local da fácil visibilidade e sem muitos participantes por perto, entendo que não assinalou a marca da cal porque não quis, complicando em muito sua atuação.

 SANTOS X IPATINGA

Jogo que podemos chamar de meia boca, no inicio demonstrava que seria difícil, porem com o passar do tempo e principalmente na segunda etapa quando o placar começou a funcionar, mesmo assim foram advertidos pelo árbitro cinco atletas, 02 do Santos e 3 do Ipatinga.

No comando da arbitragem esteve Evandro Rogério Roman (PR) com trabalho aceitável, ou seja: arroz com feijão bem fraquinho.

ARBITRAGEM

Semana passada Sérgio Correia da Silva, presidente da CONAF – Comissão Nacional da Arbitragem de Futebol, conforme o inserido em vários órgãos de nossa imprensa esportiva afastou alguns árbitros. Nesta segunda rodada do campeonato tivemos arbitragens melancólicas, tanto no jogo do Corinthians pela Série B, quanto na partida entre Atlético (PR) x São Paulo.

 Acredito que o árbitro Djalma Beltrami deva ter forte padrinho político e em meu entender galgou a FIFA, somente por isso, em sua trajetória cometeu erros que se não fosse apadrinhado fortemente o teria afastado do futebol a tempo, fora o não ter autocrítica em se mancar e afastar-se voluntariamente. 

Aguardarei com interesse a posição do presidente da CONAF sobre o trabalho de Beltrami, bem como de César Amorim (SC) árbitro da partida Gama x Corinthians, ocorrida no sábado pela Série B, não somente dos árbitros, como também dos assistentes.

SORTEIOS

Tanto nos campeonatos regionais, comandados pelas federações estaduais em suas divisões inferiores quanto nos campeonatos nacionais comandados pela CBF, são realizados sorteios para escolha dos árbitros, ao que me consta o Estatuto do Torcedor, deva de ser ligado ao Código do Consumidor e até o momento não temos noticia de nenhum órgão quanto à honorabilidade destes sorteios, que não foram regulamentados pelos parlamentares federais.

POLITICA

O ministro da cultura Hélio Costa eleito senador pelo estado de Minas Gerais, cargo do qual se licenciou para ocupar o ministério, teve como suplente na campanha o ocupante de sua cadeira Wellingthon Salgado, possivelmente, seu maior financiador quando da disputa eleitoral.

Wellingthon Salgado é um dos maiores empresários do setor educacional de Minas e do Brasil, tenho certeza absoluta que o mesmo nada teen de patriota e de bobo. Wellingthon é aquele cabeludo que participa constantemente dos vários espetáculos proporcionados pela TV SENADO. 

Como conclusão, acredito que “político é farinha do mesmo saco”, não da para confiar em nenhum. A política brasileira é sórdida mesmo, é baixa, é inexpressiva é desprezível.

Acorda, Brasil.

As opiniões constantes neste espaço são de minha inteira e total responsabilidade e publicadas pelos blogs:

blogdopaulinho.wordpress.com

pitacosdobodaum.zip.net

 

Facebook Comments
Advertisements

6 comentários sobre “Coluna do Fiori

  1. mauro

    helio costa é ministro das comunicações!

    como confiar em alguém que errea coisas tão bestas?

  2. euclydes zamperetti fiori

    Caro senhor mauro errei na postagem sobre o ministro Hélio Costa, porem, lhe digo q. após a postagem, percebi o erro e ñ fiz correção, quanto ao confiar podes ter certeza absoluta q. assumo o erro, o duro é confiar em alguem q. nada asume e quando perguntado diz: Não Sei, Não Ouvi e Não vi.
    Tenhas certeza de uma coisa, sou e continuo autentico e trabalhando para diminuir aos subservientes que votam nestas figuras, mesmo sabendo q. trocam interesses usando do voto dos eleitores.
    Peço-lhe desculpas pelo erro quanto ao ministério, porem, lhe afirmo o fato cheira a corrupção.
    Sabe senhor mauro, coloco-me a sua disposição para debeterv mos sobre politica, futebol, arbitragem e solidariedade.
    Abraços e volte sempre, ñ confundas erros com dignidade, confiabilidade, independência, solidariedade e ética.

  3. Cássio Marins

    Sem dúvida que a politíca brasileira é podre, não temos um só dia sem que recebamos alguma denuncia de corrupção, mas não podemos esquecer que infelizmente isso acaba por fazer parte da cultura brasileira, não é incomum vermos pessoas contando como se livraram de uma multa dando o da cerveja ao policial, além de muitos outros exemplos, porém vou parar por aqui, se não vai ficar do tamanho de um post.
    Abraços
    http://ocarreirista.wordpress.com

  4. euclydes zamperetti fiori

    Paulinho, lamentavelmente errei quanto ao nome do ministério ocupado pelo cascata do Hélio Costa, somente me liguei pós o envio da mesma.
    Somente no hoje ao ligari meu computador , verifiquei q. o leitor mauro desceu o chamado cacete neste ex-árbitro e seu colunista,+ td bem são coisas q. devemos assumir e bola pra frente.

  5. euclydes zamperetti fiori

    sim é verdade a corrupção é generalizada e alimentada pelos que estão e entram na politica, dfora os dito sindicalçistas q. nunca trabalharam, fizeram greves ñ muito coerentes ao tempo da inflação, ficaram riquissimos e saõ aplaudidos pelo povo.
    cada um de nos deva ter conciência de mudar a cultura do dar e receber.
    acorda, Brasil

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: