Advertisements

Corinthians vence no ritmo de Herrera

 

A Série B começa bem para o Corinthians.

Frente ao fraquíssimo CRB a equipe de Parque São Jorge cumpriu a sua obrigação.

Venceu por 3×2, sem muito esforço.

A Fiel lotou o Pacaembu e vibrou muito com a garra de Herrera que aos poucos vai se tornando um símbolo dessa equipe.

Logo no primeiro minuto o Corinthians foi surpreendido pelo gol de Marcio em jogada ensaiada do CRB.

Gol irregular, em impedimento claro.

As coisas voltaram ao normal no minuto seguinte.

Em jogada confusa dentro da área, a bola sobrou para Willian, na esquerda, cruzar na cabeça de Herrera que não perdoou e empatou a partida.

Daí em diante o Corinthians assumiu a partida e com facilidade foi envolvendo o adversário, que muito ruim tecnicamente não oferecia resistência.

Logo após o zagueiro Chicão bater uma falta na trave, o Timão ampliou o placar.

Aos 27 minutos, Lulinha bate falta pela esquerda encontra o mesmo Chicão que sozinho completa para as redes e faz o segundo gol.

Na segunda etapa o CRB foi um pouco mais para o ataque e chegou até a assustar no início da partida.

Mas aos poucos o Corinthians foi cadenciando a partida e garantindo a vitória.

Gostei da formação do meio de campo corinthiano, com Douglas caindo pela esquerda, jogando com Dentinho e André Santos.

Fabinho na marcação e Eduardo Ramos de falso volante proporcionam a equipe uma saída de bola mais qualificada.

O problema é que a defesa alvinegra demonstra não ser de confiança quando atua com apenas dois zagueiros.

Se Eduardo e Douglas, apagados no jogo de hoje, renderem o que se espera deles o esquema pode dar certo.

O Corinthians ainda fez mais um gol, aos 25 minutos, em uma falta batida pela direita por André Santos na cabeça do argentino Herrera, que marcou o seu segundo na partida.

Sobrou tempo ainda para que o CRB diminuísse o marcador aos 42 minutos, em uma cabeçada de Helder, em falha de posicionamento na defesa.

O Corinthians precisa melhorar muito ainda.

Mas é sempre bom estrear com vitória.

 

 

Facebook Comments
Advertisements

18 comentários sobre “Corinthians vence no ritmo de Herrera

  1. Zeca

    Espetacular vitoria do timao no classico desta tarde no Pacaembu, um show de Herrera que faz Tevez ser esquecido, um notavel no tatico de mano menezes que desarticulou totalmente o adversario, uma apresentacao de uma torcida educadissima como mostrado durante a execucao do hino nacional, enfim, um espetaculo memoravel que nos faz concluir; CORINTHIANS CAMPEAO DA SERIE B !!

    (Ainda bem, pq se for depender da Copa do Brasil….)

  2. Paulo

    É NÓIS NA GLOBO.

    A maior audiência da história do SBT ocorreu na transmissão da final da Copa do Brasil de 1995, entre Grêmio e Corinthians, que rendeu mais de 40 pontos no Ibope, derrotando a Globo no horário.

    A maior audiência da Band, em todos os tempos, ocorreu na transmissão da final do 1° Mundial de Clubes, em 2000, que rendeu mais de 40 pontos do Ibope, e que representou a primeira derrota de audiência na história do Jornal Nacional.

    Os dados acima, sem dúvida, foram determinantes na decisão da TV Globo em mexer na sua grade de programação, e passar a transmitir os jogos do Corinthians na série B, aos sábados.

    A Rede TV, desse modo, perdeu a chance de conseguir audiências consagradoras.

    Entretanto, foi uma uma boa opção de transmissão para o corinthiano. Não pela narração de Luiz Alfredo, que nunca foi um excepcional narrador (se bem que a usualmente burocrática narração de Cléber Machado, na Globo, não fosse muito melhor). E muito menos pela falha cometida: a Rede TV, ao contrário da Globo, não constatou o impedimento grotesco do primeiro gol do CRB.

    O grande diferencial da transmissão da Rede TV foi o microfone aberto, que permitiu a apreensão da atmosfera do estádio. Dessa maneira, a transmissão fica mais verdadeira, e permite ao telespectador perceber o quão diferente a torcida do Corinthians é. Bem diferente do clássico “cresce a torcida”, que o narrador da Globo utiliza, e do aumento de volume que se segue daí (às vezes, até com a exibição de “legendas”). Esse recurso “uniformiza” o comportamento das torcidas; desse modo, não se vê grandes diferenças nos comportamento das torcidas do Corinthians e do Palmeiras, por exemplo – e mesmo com torcidas tradicionalmente menos vibrantes, como as do São Paulo e do Santos.

    Ou seja: seja na Globo, seja na Rede TV, o fato é que as tardes de sábado prometem alegrias (que sejam muitas!) e dramas (…) aos corinthianos, neste 2008.

  3. Andrade

    Paulinho, o TIMÃO não ganhou de ninguem. O CRB É muito fraco. Não dá pra analisar, e nem ter opinião.

  4. Rodollfo SppyX

    “Venceu por 3×2, sem muito esforço.”

    Você viu o mesmo jogo que eu? Sem esforço?

    E o gol não foi impedido, um jogador lá em cima dava condição…

  5. Daniel

    Paulo,

    Onde a Globo não transmite o jogo do Corinthians, como em Minas, os Corintianos vão bombar o ibope da Rede TV.

  6. SERGIO

    uma pena o estagio em que se encontra o futebol, decidido apenas em lances de bola parada,erros individuais e de arbitragem,como mostrou claramente o jogo de hj entre timão e crb, e como mostra o spfc, time que mais usa esses recursos para vencer e consagra duas das mais chatas figuras do futebol( nao estou falando de carater),muricy e rogerio ceni.declaro aberta uma campanha pelo fim da chatice no futebol, pois e mais legal ver o flamengo ser eliminado de forma tragica,mas apresentando um futebol legal durante a temporada do que o spfc ser campeao da libertadores com um futebol ridiculo, e que chateia todo mundo.abraços

  7. Rogério AM

    FRAQUISSIMO CRB?? O QUE SE VIU FOI UM TIME BRIGADOR E QUE CORRE MUITO, AINDA FIZERAM UM GOL IMPEDIDO..O MANO PRECISA ACERTAR AS BOLAS PARADAS NA ÁREA DO CORINTHIANS E COM O DOUGLAS O TIME VAI EMBALAR, AINDA TEM O ELIAS PARA ENTRAR..

    VAI PRA CIMA TIMÃO

  8. Patricia

    * Realmente foi bom ver o Corinthians jogando mais ofensivo,Eduardo Ramos mostrou ter qualidades e personalidade,pois vestiu o manto e por enquanto nos seus dois jogos correspondeu!!!

    *O triste é ver a insistência do Mano Menezes com o tal do “Perdidão”,ele entrou pra complicar o jogo fez muitas faltas em pouco tempo em campo,inclusive a que originou o 2ºgol do time alagoano!!!Não há necessidade de colocar um jogador como esse no time,quer fechar o meio campo?Entao bota o Nilton que pelo menos nao compromete…Graças a Deus o Bóvio ta no DM(que fike la por muito tempo)

    *Com a chegada do Elias o Mano terá muitas opções para o meio-campo,Fabinho,Nilton,Marcelo Oliveira,Dinélson,Douglas,Lulinha(ta jogando muito bem os ultimos 4 jogos) e Diogo Rincòn,o que faz o Corinthians ter um elenco infinitamente superior ao das equipes adversárias,o que num campeonato longo com 38 jogos faz toda diferença!!!

    *Minha paciência foi pro ralo,não dá pra ver o Acosta entrando em campo,nunca vi um uruguaio tão mole,sem raça,brio e vontade,deveria ter umas aulinhas disso com o voluntarioso Herrera,que se não é um primor tecninicamente falando,esbanja raça que é o que a Fiel adora ver!!!Acosta já deu,manda pro Nautico de volta talvez ele os salve do rebaixamento novamente!!!

    *Um capitulo a parte é o show da Fiel torcida,uma torciada apaixonada e apaixonante,embora os anti-coritnhianos não assumam,não existe uma pessoa que não se emocione com o espetaculo que a Fiel vem proporcionando a cada jogo do Timão,133 mil pessoas em 3 jogos,terça-feira com certeza mais 30 mil em Ribeirão Preto pra prestigiar o time contra o Azulão:Rumo as semifinais da Copa do Brasil!!!!

    *Enfim a Serie B pela primeira vez em sua historia terá graça,pois tem um ilustre visitante que no fim do ano se despedirá pra semprecom a taça na mão,uma despedida de um lugar onde o Todo Poderoso nunca mais pisará!!!!

  9. Paulo Luciano da Silva

    Paulinho. Se jogar assim na terça, adeus Copa do Brasil, futebolzinho deploravel…

    O CRB jogou tudo que podia e o Corinthians fez uma pessima partida…

  10. Edu Bob

    Paulinho,
    Estive esta tarde no Pacaembu e a Fiel fez sua parte, agora alguns fatos foram lamentáveis:
    1. Quantidade absurda de cambistas na praça Charles Miller;
    2. Estado do escadão ao lado esquerdo do portão principal;
    3. Gaviões da Fiel sequer gritou uma vez o nome do Roberto Rivellino, como podem fazer tanta festa para o Senna e se esquecerem do maior jogador que o Corinthians já teve?
    4. Preço do ingresso (isso os Gaviões reclamaram bastante cantando algumas musicas);
    Acabei de assitir o video do D+ TV e gostei bastante, vou começar a assistir esse video com mais frequencia.

    Grande abraço.

  11. Eduardo

    Concordo com sua análise, queria acrescentar um ponto de vista sobre o Felipe, que após renovar o contrato e ter um aumento .nunca mais voltou a jogar .Sai mal do gol, ver o primeiro gol de ontem ,ou não sai, e tomou o segundo de ontem.Falhou contra o S.Caetano, falhou contra o Noroeste, virou um goleiro comum, é hora de dar uma chance ao Júlio Cesar, prá que ele perceba que tem sombra.

  12. Zeca

    Edu Bob, incomparavel Senna a Rivellino, ate no Japao o nome do Senna eh gritado e nem sabem quem eh Rivellino….o mundo todo reverencia um Deus do esporte que calhou de ser brasileiro e ainda por cima corintiano, entao achei justa a reverencia, e acho que talvez Pele possa ser comparado a Senna como idolos de uma nacao, de um mundo. (minha modesta opiniao)

  13. Julio

    A validação do primeiro gol do CRB, com 4 jogadores do time alagoano em posição de impedimento, deve servir como alerta para os torcedores e, principalmente, os dirigentes corinthianos.

    A arbitragem deve continuar sendo danosa para o Corinthians na Série B, o que pode dificultar, e muito, a volta do Corinthians ao seu lugar.

    ( O lance do gol do CRB quase igualou aquele recorde mundial de 5 jogadores impedidos em um gol validado, registrado no gol do Cianorte contra o Corinthians, pela Copa do Brasil de 2005, no mesmo Pacaembu da partida de ontem. O mais grave é que o Corinthians precisava vencer a partida por quatro gols de diferença, o que parecia impossível, depois daquele gol. Mas, em atuação espetacular de Carlitos Tevez e da Fiel, o Corinthians fez 5×1 e seguiu no torneio.)

  14. Nego Braza

    *Enfim a Serie B pela primeira vez em sua historia terá graça,pois tem um ilustre visitante que no fim do ano se despedirá pra semprecom a taça na mão,uma despedida de um lugar onde o Todo Poderoso nunca mais pisará!!!!(2)

    Até da arrepio isso !

    Boa Patricia!

  15. Jeferson Dascanio

    Gostaria de compartilhar minha opinião como a de muitos que já escreveram, mas tbm gostaria de salientar que:
    1- A globo não é boba e não ía perder um filão desses…
    2- Engraçado ver o Corinthians jogar no sabado a tarde… sabe que nem me preocupei com a televisão no domingo?
    3- Não quero título da série B, essa é uma taça que nunca deve entrar em nosso acervo… é o simbolo da vergonha que passamos… só quero o acesso! Quem comemora título de série b são os porcos…
    4- O estádio lotado, a preço de “popular” é um sinal para todos os clubes enxergarem que 30.000 pessoas a 10,00 é igual a 6.000 a 50,00, só que a primeira opção traz muitos outros investimentos…

    Falar do jogo todo mundo já falou, mas destacaria:
    1- As falhas do Felipe.
    2- A garra do Herrera (mas ele é grosso de dar dó!)
    3- O Perdigão (que deve ser casado com alguma parente do Mano)
    4- A arbitragem… mas isso é chover no molhado…

    E por final, foram bons os resultados de São Caetano e Corinthians…
    O primeiro porque não vai entrar comendo grama achando que tudo está perdido e o segundo não vai entrar de salto alto se tivesse ganho de goleada… é bom ficar de olhos abertos…

    Vai Timão!

  16. João Batista Machado

    Sou fã do inesquecível Airton Senna, mas acho que a torcida é muito injusta com o maior ídolo do automobilismo brasileiro: Emerson Fittipaldi.
    O Senna apenas se declarou corinthiano algumas vezes, ao passo que o Emerson Fittipaldi chegou a correr com a camisa do timão por baixo do macacão num momento em que o Corinthians estava quase 20 anos sem título.
    Que ninguém esqueça que a F1 e a Indy só existem no Brasil graças ao pioneirismo do Emerson Fittipaldi, que além de tudo foi o primeiro brasileiro a ser campeão nas duas categorias. E para quem não acompanhou, Emerson recusou um convite da Ferrari (que ganhou os dois campeonatos seguintes e só não ganhou o terceiro por causa do acidente do Lauda) para realizar o sonho de ter uma equipe brasileira na F1. Se tivesse dado sequência à sua carreira de piloto na F1 Emerson poderia hoje ter atingido tantos títulos quanto o Schumacher.
    Torcida corinthiana continuem homenageando o Senna. mas não se esqueçam de homenagear o grande corinthiano Emerson Fittipaldi.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: