Advertisements

Coluna do Fiori

fiori_g.jpg  

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADEFiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br

E-mail: caminhodasideias@superig.com.br 

SERIE A1

PONTE PRETA X CORINTHIANS

Pela TV Bandeirantes, acompanhei a partida arbitrada por Marcelo Rogério, que conheço desde menininho, por ser filho de Gustavo Caetano Rogério, ex-funcionário da FPF, com quem tive algumas discordâncias, participo aos detratores, que se escondem no anonimato ou usam pseudônimos, que não costumo misturar alhos com bugalhos, farei a analise sobre o ângulo de minha visão e pelo que vi pelas câmeras da TV Bandeirantes.

O cartão amarelo mostrado para Leandro da Ponte, não me convenceu, e ao Dentinho do Corinthians também não, alem destes, entendi como corretos aos corintianos: Carlão, Fabinho e Acosta, bem como para os pontepretanos: Renato e Cesar

MAIOR ERRO DA ARBITRAGEM

Em relação ao lance de Acosta, que finalizou para o gol e teve o lance antecedente anulado pela marcação do auxiliar de nº02, apontando impedimento que foi corroborado por Marcelo Caetano, entendo que errou o auxiliar, porem, errou muito mais o árbitro, que não estava corretamente posicionado, antes da batida da falta, deveria de estar na diagonal, mais próximo da entrada da grande área e, pelo lado esquerdo do ataque, entendo que se estivesse na posição correta, o árbitro, dominaria toda a trajetória da bola.

O DITO PELO REPORTER DA TV

Surpreendente, foi o dito pelo repórter de campo da TV Bandeirantes, logo ao inicio da segunda etapa, informando que conversou com o árbitro, este não quis gravar, porem, lhe participou que no lance acima descrito, entrou na marcação de seu assistente, captei este subterfúgio, como desculpa para não assumir seu erro, acatando a marcação de seu assistente, Marcelo, tornou para si a responsabilidade, ao menos, era desta maneira que fazia ao tempo em que arbitrava, batia a mão no peito, demonstrando a todos que o lance era meu, tenho como testemunha, muitos que comigo atuavam, se algo tinha a dizer, fazia diretamente, publicamente, assumia e fim de papo.

Entendo também, que lhe faltou critério na marcação das faltas.

PALMEIRAS X RIO PRETO

Wanderlei Luxemburgo aporrinhou o quarto árbitro, este relevou por muito tempo, quando as palavras extrapolaram, chamou ao árbitro central, lhe participou do ocorrido e este expulsou o falastrão. Posteriormente, deixou claro que continuara a chatear os representantes das leis do jogo, que estando na área técnica, ninguém pode impedir.

Luxemburgo é conhecedor que neste espaço, somente são permitido, instruções, nada de abusar ou agitar, ele que se intitula malandro fino, como sempre, usa do surrado expediente de antecipar possível desclassificação, nas arbitragens.

ENTREVISTA

Seguindo com suas insinuações, o técnico palmeirense, declarou que ao tempo, em que trabalhava no Santos, o árbitro Paulo Roberto Ferreira, que atuou e o expulsou diante do Rio Preto, por ser vendedor de seguros, tentou lhe vender alguns destes papeis, com não foi bem sucedido, talvez tenha descontado ao eliminá-lo do banco do Palmeiras.

Em Tempo: Quando militei na arbitragem, repudiava tais e possíveis relacionamentos, ouvi relatos de Emilio Colella Jr, amigo de alguns e sabedor de que diziam, outros, tinham por habito presentear dirigentes e funcionários da federação ou alguns de seus familiares.

SÃO PAULO X NOROESTE

Não ficarei divagando, uma vez que não assisti ao jogo no seu todo, o que vi me alentou, a expulsão do são paulino Richarlyson, de há muito, vem batendo e com vontade em seus oponentes, em algumas de suas entradas, Richarlyson, em meu entender foi maldoso, porem no hoje, encontrou o merecido cartão vermelho, espero que do aqui para frente, se dedique a ser menos faltoso e menos desleal, saber jogar, sabe.

COMISSÃO DE ÁRBITROS DA FPF

Esta comissão é presidida pelo coronel Marinho, tendo como auxiliares: Artur Alves Jr, a quem conheço desde seu inicio como aluno da escola de árbitros. Carlos Donizete Pianósqui, que comigo trabalhou em algumas partidas, atuando como bandeirinha, função que exerceu regularmente, lembro-me que até então era bem medroso, porem simples e cordato, no hoje por algumas vezes nos cruzamos e o mesmo parece ter o rei na barriga. Almir Alves de Mello, amicíssimo do presidente do SAFESP e Silvia Regina, ex-arbitra que também conheço desde seu inicio de seu caminhar pela escola de árbitros; flui com regularidade nos bastidores da federação.

ESCOLA DE ARBITROS DA FPF

Diretor: Roberto Perassi, tendo como secretario; sérgio correia da silva, presidente do SAFESP e ligadíssimo do deputado aldo rabelo, ambos em minúsculo.

LEMBRANDO

Em coluna sobre sua responsabilidade, publicada no jornal Diário de São Paulo, datada em 06/02/08, Ancelmo Góis, nos lembra que nesta mesma data há 400 anos, nasceu Padre Antonio Vieira, ainda não havia cartão corporativo, mais em seus sermões já denunciava a corrupção.

Acorda Brasil.

SP/25/02/08

Esta coluna é de minha inteira e total responsabilidade e é publicada pelos blogs:

blogdopaulinho.wordpress.com

pitacosdobodaum.zip.net

Advertisements

Facebook Comments

15 comentários em “Coluna do Fiori”

  1. Fiori. Concordo plenamente com seus comentarios sobre a arbitragem CorinthiansxPonte. E concordo mais ainda, que o auxiliar que acompanhou o ataque do Corinthians no primeiro tempo, antes do gol anulado do Acosta, apontou dois impedimentos (um do proprio Acosta) equivocadamente, demonstrando lentidão de reflexos.

  2. Prezado Fiori. Sabemos que a regra manda punir com cartão amarelo quem comemora o gol com “excessos”, como foi punido corretamente o Acosta.

    Aqui entre nós, comemorar gol dançando o “CRÉU”, com gestos obscenos de ato sexual, onde milhares de crianças assistem ao futebol, é excesso ou é o que?

    Qual a sua opinião? Será que você não poderia através de sua representatividade pedir para que os arbitros interpretem essa regra, na correta acecpção da palavra “EXCESSO”?

    Resultado, Valdivia joga no classico e Acosta está fora.

    Esse mundo está de ponta cabeça mesmo. Pornografia vale.

  3. Li a republica do apito e vi acusacoes serias ali publicadas. Li o livro do Edilson Pereira que fala muito tbem de corrupcao ate qdo ganhou um carro e tiveram que dividi-lo. Leiam porque é estarrecedor. Nao escapa nnguem, os diretores de arbitros, o tal Gustavo, pai do juiz Marcelo Rogério que foi muito mal no jogo do timao, o presidente Farah, os arbitros afastados de 1988. Eles abrem as entranhas da arbitragem. ninguem, mas ninguem escapa. Uma vergonha nacional esta arbitragem. Como pode estes citados acima estarem soltos.

  4. Jarbas, concordo sobre a dança “CRÈU” e outras manifestações, ensaiadas para comemoração dos tentos marcados, esta explicito q. gestos q. instiguem a violência ou a pornografia devam de ser punidos.
    Cabe aos arbitros aplicarem punição, com critério e sem distinção de atletas ou equipes.

    Este nosso querido país , após o chamado regime totalitário, no meu entender se institucionalizou a corrupção e os desmandos.
    Entendo q. caminhamos para a anarquia geral e irrestrita,
    Acorda Brasil

  5. 25/2/2008 – 20:03 – Atualizado em: 25/2/2008 – 20:03
    Conclusão de inquérito condena dois

    Primeira denúncia relativa a 2008 denunciou um árbitro e um Presidente de Federação
    ISABEL VERGARA
    entre em contato
    Alterar o tamanho da letra
    A- | A+

    Graças a uma declaração em um jornal de Recife, dois homens atuantes no mundo do futebol foram condenados em primeira sessão da Primeira Comissão Disciplinar, do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Uma denúncia foi originada através de uma investigação, no inquérito presidido pelo Auditor do STJD Dr. Alexandre Quadros, que tinha como objetivo apurar um “suposto” esquema de corrupção ou fraude na arbitragem da Série B do Campeonato Brasileiro de 2007. Os fatos apurados pretendiam descobrir se havia uma possível imputação de participação de árbitros num esquema de beneficiamento de equipes.
    Você acompanhou a transmissão desse julgamento aqui no Justicadesportiva, EM TEMPO REAL!
    Na investigação nada foi encontrado que comprovasse o benefício das equipes da Série B. Porém, durante o inquérito, foram detectados elementos que possibilitaram as primeiras denúncias do ano de 2008, no STJD. Os denunciados no processo foram: Carlos Alberto de Oliveira, Presidente da Federação Pernambucana de Futebol, condenado por unanimidade a 30 dias de suspensão e Enéas Eugênio de Aguiar, árbitro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), apenado por maioria de votos, a suspensão de 190 dias. O Relator do processo foi Dr. Henrique César Domenici, que votou no sentido de suspender os dois.
    O Dr. Joaquim Barreto, advogado do Presidente da Federação Pernambucana de Futebol, disse em entrevista exclusiva ao Justicadesportiva que está satisfeito com o resultado, pois a expectativa era uma condenação maior. Mas conversará com Carlos Alberto pra saber se vai entrar ou não com um recurso, para então tentar mudar a jurisprudência e assim não constar esta pena na ficha do condenado.

    Já o advogado Oswaldo Sestário, defensor do árbitro disse: “A Comissão, na verdade, entendeu que o caso teria perdido o objeto. Porém, visando que no futuro o árbitro queira reingressar, o suspendeu e isso ficará constado na ficha dele, já que a punição não vai ter qualquer efeito prático.”

    Carlos Alberto foi denunciado no artigo 188 Parágrafo único (Manifestar-se de forma desrespeitosa, ou ofensiva, contra membros do Conselho Nacional de Esporte; dos poderes das entidades desportivas ou da Justiça Desportiva, e contra árbitro ou auxiliar em razão de suas atribuições, ou ameaçá-los. Quando a manifestação for feita por meio da imprensa, rádio, televisão, internet ou qualquer meio eletrônico, a pena será de 60 a 360 dias), do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Já Enéas, foi incurso no artigo 234 (Falsificar, no todo ou em parte, documento público ou particular, omitir declaração que nele deveria constar, inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita, para o fim de usá-lo perante a Justiça Desportiva ou entidade desportiva), do CBJD, que prevê como pena a suspensão de 180 a 720 dias e eliminação na reincidência.

    A denúncia destinada ao Presidente da Federação Pernambucana teve origem após declarações feitas por ele e divulgadas pelo Jornal do Commércio de Recife (PE). “Nesta hora vale tudo. Vocês (jogadores) precisam dar porrada. Do pescoço pra baixo é canela. (…) Árbitro nenhum vai roubar no Arruda (estádio de futebol localizado em Recife). A partir de agora, o juiz vai chegar aqui casado. (…) O senhor Sérgio Correa (Presidente da Comissão de Arbitragem) é um ex-funcionário da Federação Paulista, a serviço de São Paulo”, declarou Carlos Alberto.
    No curso da investigação foi concluído que o denunciado Enéas Eugênio de Aguiar, falsificou o seu diploma de conclusão do curso de segundo grauo, com a finalidade de ingressar no quadro de árbitros da CBF.

  6. Sou do nordeste e a punição para o presidente da Federação foi merecida porque ele é o CORONEL dos tempos da escravatura. Todos tem que dizer amém! Euclydes parabéns pelos suas análises de arbitragen e quando puder faça uma análise dos outros campeonatos.

  7. Pelo comentário do Eduardo Vieira ai acima, fica bem claro porque o Corinthians foi prejudicado naquele jogo contra o Nautico. Juca Kfouri que na época insinuou o contrário, deve estar nesse momento querendo enfiar a cabeça embaixo da mesa.

  8. Sr. Euclydes Fiori, solicito maior respeito ao ilustre Deputado Aldo Rebelo. O senhor não tem conhecimento dos fatos e se baseia em que para diminuir as autoridades constituídas. Pelo que me informei com vários (vários mesmos), o senhor foi EXPULSO DO SINDICATO PELO ATUAL MEMBRO DO CONSELHO NACIONAL DOS ESPORTES, EX-PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ÁRBITROS, ÁRBITRO INTERNACIONAL POR VÁRIOS ANOS E UMAS DS FIGURAS MAIS RESPEITADAS DE SÃO PAULO E QUE NA SUA CARREIRA NÃO SE TEM DUVIDA ALGUMA SOBRE SEU TRABALHO NAS QUATRO LINHAS. NÃO ENTENDO COMO POSSÍVEL ALGUÉM SER EXPULSO POR UMA CATEGORIA E ACHAR ISTO BONITO. POR FAVOR MAIS RESPEITO. LENDO SUAS COLUNAS PERCEBE-SE MUITA FRUSTRAÇÕES. RESPEITO O PAULINHO PELO QUE FAZ EM BUSCA DA CORREÇÃO POR OUTRO LADO NAO ENTENDO COMO ELE PODE ACOMPANHAR SUAS COLOCAÇÕES SEM CONHECER AS PESSOAS. CONHECER PROFUNDAMENTE, NAO SUPERFICIALMENTE POR OUVIR DIZER. NÃO É CRIVEL QUE SUA EXPULSAO DE UMA ENTIDADE DA CATEGORIA TENHA SIDO ARMADA, DO CONTRARIO TERIA ENTRADO NA JUSTIÇA PARA ANULAR A DECISÃO.

  9. Jair Alcantara Anisio, lamentavel seu postar, a justiça brasileira me merece respeito, porem, alguns de seu componentes conforme noticias e fatos inseridos em materias jonalisticas, tb se diosvirtuam. Panão me alongar, o seu deputado foi eleito pelo voto popular e tb a mim traiu com seu alir a Ricardo teixeira e outros da mesma espécie.
    Minhas eliminações do SAFESP, eu as dignifico e muito pore tere sido efetuadas ppor perseguição ao sócio q. sempre combateu e combate o famoso beija mão para se auto favorecer.
    Coloco-me a sua inteira disposição para conversamos pessoalmente sobre os fatos e +, os q. procuram a justiça nestes e outros casos paralelos, em minha opinião querem é postergar fatos concretos e isto é o acumular de muitos processos q. imperram a justiça. Leia o livro “A Republica do Apito’ e + Faça um grande favor aos contribuintes desta cidade, apele para q. seja divulgado o resultado da sindicância q. originou 5.000 milpaginas, q. acredito não foram somente de elogios ao ex-árbtro e administrador do pacaembu, o causador de minhas duas eliminações do SAFESP.
    Mandei e-mail para o gabinete do aldo rabelo e gostaria de saber tb se ele é ou não defensor do seu amigo e ex-árbitro, q. conforme José Astolfi,seu amigo é conhecido com aragalo.

  10. E + senhor Jair Alcantara Anisio, tods q. foram eleitos, segundo seu entendimento com o qual concordo, são autoridades constituidas e grande maioria destes c ongressistas, auferem vantagens para si, para os seus e para outra corja de aproveitadores ou seja seus amigos,os amigos deles, os politicos.
    Resumindo: Roubaram nossas esperanças e a confiança neles depositada, este comportar é proprio de quem não quer mudar esta nojenta cultura corruptiva instalada em nosso Brasil-brasileiro, principalmente nos tempos atuais em q. estamos sendo governados pelos ontem denominados; esquerdistas, éticos e moralistas .
    Entendo tb. que se aliar a gentalha como varios dirigentes de entidades esportiva ou de outros matizes, tambem o seja.
    Acorda Brasil.

  11. Senhor Jarbas Alcantara Anisio, sim, sou frustado, em ver defensores deste sistema e dos aragalos da vida, conforme o faz.
    Sabe,talves alguns dos jovens de ontem q. sairam as ruas para exigir a saida de Collor de Mello, no hoje , possivelmernte, estão a participar destas maracutaias e alguns q. se dizem defensore de trabalhadores tb devam a estar nos cafetinando indiretamente com os chamados cargos de confiança ou pelos varios cabides de empregos, acredito q. devam de ser milhares, td isto em prejuiso aos q. prestaram concursos publicos, estes favorecidos com o tempo serão fixados em seus postos por obra de algum de seus padrinhos que infestam nossas casas legislativas,espero q. não estejas nestes pacotes q.p/mim são indecorosos e oneram ainda + os impostos q. pagamos.
    Dignidade e cidadania, já.

  12. Fora isto senhor Jarbas Alcantara Anisio, o deputado aldo rabelo, deveria de subir a tribuna e explicar detalhe por detalhe td q. ocorreu na CPI da Nike, oq.disseram todos q. ali prestaram depoimentos e não me mandar e-mail, dizendo q. escreveu livro e este esta sob judice, como a me forçar em comprar o mesmo
    Entendo q. o comunicar do deputado a quem defende, quer sejamos ou não seus eleitores, é a Tribuna da Camara, após eleitos tds devem de legislar e fiscalizarem as leis ou a modificarem,comoesta eles somente ganham e nos enganam, usando a lei q. ali foi votada e q. lhes favorece. Esta cultura sem ética e sem moral q. fazem, ou seja, no meio de seus mandatos, se ocorrer eleições , pedem licença, após as mesmas, caso não se elejam, voltam para seus cargos, Acorda Brasil.
    CIDADANIA JÁ.

  13. Nao concordo com o Jarbas que defendeu o arbitro Aragao aquele mesmo que fez o gol. nao entendi porque o proprio amigo dele Astolfi o chama de Aragalo Fiori. Concordo com o jornalista por conta do Deputado Aldo Rebelo que é do PCdoB. Queria saber mais da arbitragem paulista que está ruim que da dó. Quando vai melhorar isto Fiori. Como gosto muito de identificar tudo deixo registrado as iniciais do tal leitor: JAA e do jornalista EZF sendo que pelos estudos as letras do primeiro indicam raiva de quem nao concordar e do segundo busca pela verdade só que atropela as coisas e as vezes, sem ouvir a outra parte, comete injusticas.

  14. Prezado, Juvenal Ribeiro, grato por ter estudado, conforme o senhor diz. as letras de meu nome, chegando a seu concluso q. lhe garanto é berm proximo do real.
    Não sei onde atropelo as coisas. Do aragão, estou de cadeira , do deputado aldo rabelo, enviei e-mails p/seu gabinete e como resposta esta inserido oq postei acima.
    Felicidades, por favor faça um estudo mais profundo e se não for trabalhoso, gostaria de seu responder, senti firmeza em sua avaliação sobre meu comporatr e perseguir a verdade, acredite, apezar de meus 62 anos, penso q. um dia talves possamos mudar as coisas escabrosas q. ocorrem cotidianemente neste Brasil-brasileiro, onde os filhos do + ético e moralistas de tds os brasileiro, estão ricos.
    Acorda Brasil, chega de cascatas e mamatas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: