Advertisements

O mico de Bebeto

 Eu respeito Bebeto de Freitas

É diferente de muitos no futebol brasileiro.

Parente de João Saldanha, com quem deve ter aprendido muito sobre a vida.

Mas as pessoas de bem também cometem erros.

A renúncia nos vestiários do Maracanã com certeza foi um deles.

Vai ter que agüentar a gozação.

Que mico.

Advertisements

Facebook Comments

11 comentários em “O mico de Bebeto”

  1. Mas porque ele renunciou Paulinho??
    Foi por causa da derrota para o Flamengo ou teve algum outro motivo que nós desconhecemos??
    Nunca vi um dirigente de time de futebol renunciar ao mandato após uma derrota.
    Enquanto pessoas de bem como o Bebeto renunciam outras como o Eurico e o Marcelo Teixeira tomam de assalto seus clubes.

    Paulinho: Foi um ato irracional pela emoção do momento. Vai voltar atras

  2. A cena do vestiário do Botafogo foi a mais patética que já vi um time protagonizar. Como bem disse o Juca, porque eles não anulam o título de 1995 então?

    Paulinho: É isso

  3. É aquela velha história. Vestiário e coletivas pós-jogo não são lugares ideais para falar. O calor, a emoção ainda está à flor da pele…

    Paulinho: Fizeram muita bobagem

  4. Lamentável a participação do Juca Kfouri na mesa redonda da ESPN dessa segunda-feira.

    Ao tratar do caso Botafogo x Flamengo (em que os dois lados tem suas razões: os botafoguenses, ao ao apontarem a antiga e escandalosa proteção da arbitragem e da mídia ao rubronegro; os flamenguistas, ao destacarem o mania de perseguição e o exagerado dramalhão dos partidários do Botafogo) , Juca Kfouri se colocou, acintosamente, do lado do Flamengo, e passou a enumerar supostos favorecimentos ao Botafogo ocorridos no passado, o que tiraria a razão dos botafoguenses em seu protesto!

    Pior: colocou o Corinthians no meio da história!

    E destacou supostos favorecimentos ao Corinthians (aqueles mesmos criados e mitificados pela mídia: a arbitragem do Castrilli, o suposto pênalti do Fábio Costa em 2005, …), colocando a figura do time do Pq. São Jorge bem no meio do tiroteio entre as equipes cariocas!

    Foi mais uma mostra do falso moralismo e da facciosidade do citado profissional da imprensa, que se julga árbitro do bem e do mal, e que elege algumas equipes para serem, sempre, enaltecidas, e outras para serem fustigadas, sempre (como o Corinthians) ou ocasionalmente.

    Juca K. se porta como um pastor de alguma seita obscurantista, e vive clamando pelo castigo da fogueira para o clube da Fiel, pelo qual ocorreria a purificação dos imaginários pecados cometidos nas bandas da ZL. A sua cruzada contra o clube do Pq. São Jorge tem o evidente propósito de autobeatificação, porque Juca K. viver a destacar o seu (inacreditável) corinthianismo, que não afetaria o seu divino dom de determininar o que é justo ou injusto, ou o que é certo ou errado.

    Cenas e personagens do palco da mídia esportiva brasileira.

    Paulinho: Discordo totalmente

  5. Tal como eu havia previsto, consumou-se o ato final da pantomima e o presidente do Botafogo renunciou à própria renúncia. O episódio, se alguma coisa acrescenta à biografia do Bebeto, será tão somente uma nódoa que se manterá indelével pela vida afora. E, em face de procedimento tão insólito, fica a pergunta que não quer calar: não será bem pertinente aplicar ao Bebeto a definição dada pelo jornalista PC Vasconcelos ao craque Romário e passar-se a defini-lo como “ex-presidente em atividade”?

    Paulinho: Ficou ridiculo mesmo

  6. De cabeça quente pessoas comentem atos impensados,vc nunca cometeu?vergonha e mico que tem que sentir e pagar é aquele miseral do arbitro que fez aquela palhaçada com o Botafogo.

    Paulinho: O que marcou o penalti que existiu ?

  7. O problema, foi que o Bebeto, é muito mais torcedor, do que presidente.
    a declaraçao dele, foi no pós jogo, e particularmente, na entrevista que os jogadores fizeram, achei um ato extremamente infeliz, que indica que o botafogo, precisa contratar um psicologo para o grupo…rsrsrs

    Paulinho: Precisa mesmo

  8. O Bebeto é um excelente presidente, mas as vezes ele tem umas atitudes que não são de Presidente de clube. Não é a primeira vez que isso acontece. Ele já ameaçou até de se jogar da ponte Rio-Niterói.

    O Botafogo não pode perder ele, pois foi quem reergueu o clube. Passou pelos momentos mais dificieis e atualmente o botafogo tem um bom time. Bebeto concerteza vai rever sua decisão mas é certo de que sofrerá gozações das torcidas adversárias. Certas atitudes devem ser pensadas antes de ser realizadas.

    vlw abs
    cesar

    Paulinho; Concordo

  9. Poxa Paulinho,
    Entendo sua admiração pelo Juca e concordo que o Bebeto pagou um mico monstro, mas os acontecimentos não se resumem a isso.
    O Bebeto, como eu, como todos os botafuguenses, está com um sentimento bastante forte que o nosso clube do coração vem sendo prejudicado nos últimos campeonatos.
    Eu não estou aqui para dizer que o título do Flamengo foi injusto. lamentavelmente, tenho que admitir que não. O jogo foi equilibrado e sim, sem dúvida o lance do Ferrero foi penalti.
    O que nos decepciona é o fato de na maioria dos casos, as decisões polemicas dos árbitros estarem prejudicando um excelente trabalho que diretoria, comissão técnica, jogadores e a torcida do Botafogo vem fazendo.
    No jogo em questão, acredito que, além daquele penalti, outros deveriam ter sido marcados, mas talvez o juiz não tivesse visto. Mas e as simulações do Leonardo Moura (uma delas escandalosa) que foram entendidas como falta, e a falta no Jorge Henrique não marcada nolance que originou o lance do segundo gol do Flamengo, e a expulsão injustíssima do Zé Carlos?
    Mais que isso: E a Copa do Brasil de 2007 em que fomos absurdamente eliminados? E o campeonato carica de 2007? E a sul-americana de 2006?
    Se estivéssemos na Libertadores esse ano (Na época da final da Copa do Brasil ano passado o time do Botafogo estava amplamente superior ao do Fluminense) teríamos sem dúvida mais dinheiro em caixa, mais bons jogadores…
    Para finalizar Paulinho, não é um jogo…não é um lance… não é um título… é o conjunto da obra… é esse sentimento que ser honesto, decente, ter ética, nos mantém longe do mal, mas também longe do sucesso. O Bebeto, Eu e diria até mesmo o botafoguense quer ser campeão e honesto ao mesmo tempo. E isso tem se mostrado impossível…
    E frustra.
    P.S.: Não tiro razão do Galo no lance de Simon, nem do América em 2006, nem do Inter em 2005… algo tem que acontecer para esses “Edilsons” pararem de decidir jogos e de entregar títulos para mãos muito sujas para receber taças de campeão.
    Fora a ditadura dos árbitros! Fora a hipocrisia! Salve a tecnologia! Cameras, sensores, eletronica contra a corrupção!

  10. paulinho,
    o árbitro não deixará de ser palhaço com o acerto do pênalti marcado.
    o cerne da questão não é só esse.
    de modo geral, o que ocorreu foi um absurdo.
    concordo que a renúncia foi equivocada, de cabeça quente, mas não dá mais para ser tão prejudicado.
    por favor, não acabe com minha esperança de que jornalistas imparciais existem!
    você não. por favor!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: