Advertisements

Bolsonaro garante concessão, ainda que irregular, da TV que dono da Kalunga tocará em sociedade com a Jovem Pan

Na virada do ano, a Justiça Federal considerou ilegal a transação envolvendo a Editora Abril e o empresário Paulo Garcia, que adquiriu, há alguns anos, sem a obrigatória interveniência do Governo, a concessão do Canal 32, famoso por ter abrigado a MTV Brasil.

O negócio, por sentença, estaria anulado.

Garcia e a Abril, por conta da aparente fraude, foram condenados a indenizar o Estado em mais de R$ 20 milhões.

Apesar disso, mesmo cientes da decisão, o dono da Kalunga e a Jovem Pan firmaram, a pedido do presidente Bolsonaro, sociedade para utilização do espaço que será denominado Jovem Pan TV.

O objetivo do Governo, óbvio, é uma aliança editorial para o período eleitoral de 2022.

Com a revelação da condenação, atualmente em grau de recurso, a Pan consultou Bolsonaro, através do serviçal Fábio Faria, recebendo a tranquilizadora informação de que, independentemente do que a Justiça ordenar, caberá ao Governo a palavra final sobre a retirada da concessão.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: