Advertisements

Responsável pela avaliação de jogadores do Corinthians foi reprovado em Universidade de Educação Física

Yvisson Rodrigues

Sob as ordens do bicheiro Jaça, o departamento Sub-23 do Corinthians é reconhecido, lamentavelmente, não como formador de talentos, mas na condição de balcão de pequenos negócios.

O corpo técnico, por óbvio, não é dos mais recomendáveis.

Poucos profissionais aceitariam trabalhar em meio ao que, sabe-se, ocorre nesse tipo de ambiente.

Nesse contexto, o Blog do Paulinho foi procurado pelo pai de um dos atletas que relatou bate-papo, testemunhado pelo filho, em que o Analista de Desempenho do Corinthians, Yvisson Junio Silva Rodrigues, tirando sarro dos jogadores, teria revelado: “nem formado eu sou, mas ganho bem, tenho bom cargo”.

Teria falado, ainda, segundo a mesma fonte, que “o Corinthians não dá futuro pra ninguém”.

Se o teor conversa é passível de dúvidas, os documentos, não.

Histórico escolar a que tivemos acesso, oriundo da Universidade Católica de Brasília, demonstra que o Analista foi reprovado, justamente, em ‘Bioestatística Aplicada à Educação Física’ – primordial para seu cargo no Corinthians, com a pífia nota ‘4,7’, amparada em impressionantes ’20 faltas’ ao curso.

Provavelmente por conta dessa decepção, no mesmo ano (apenas o 2º de um total de quatro), Yvisson abandonou a Faculdade, recebendo a classificação de ‘desistente’.

Profissional no Corinthians, o rapaz sequer estagiou durante o curso – requisito mínimo para demonstrar aptidão e adquirir experiência -, conforme indicação de ‘zero horas’ cumpridas de 150 necessárias no item ‘atividades complementares’.

Se faz necessário, diante desse contexto, descobrir a origem do óbvio apadrinhamento para a contratação de profissional com currículo tão ruim, responsável, somente, pela AVALIAÇÃO!!! dos jogadores do Corinthians.

Observando a diretoria do Sub-23 alvinegro, além do ‘dono’ informal, o bicheiro Jaça, encontramos na condição de Supervisor, ou seja, acima de todos, sob as ordens, em tese, apenas do afamado contraventor, o Sr. Flavio Di Yorio, que tem ‘Benedito’ como sobrenome principal, embora ocultado do site oficial do Corinthians, talvez por se tratar do filho de um desembargador influente no clube, Ademir Benedito, o que torna a hierarquia descrita ainda menos recomendável do que a contratação do ‘professor’, não formado, de Educação Física.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: