Advertisements

Dívida do São Paulo com André Cury foi contraída por Leco, mas inadimplência é ‘obra’ de Casares

Na última semana, surgiu a informação de que o São Paulo terá que, nos próximos dias, pagar R$ 19,6 milhões ao agente André Cury, fruto de inadimplência nas parcelas de empréstimo, acrescida de juros, multas e demais correções.

O presidente Casares jogou a culpa na gestão anterior.

Não é bem assim.

É fato que a dívida foi contraída pelo ex-presidente Leco, dentro da obscura política de pegar dinheiro de intermediários de jogadores, mas a inadimplência das parcelas é responsabilidade de Julio Cesar Casares.

O Blog do Paulinho teve acesso a todos os contratos.

Assinado por Leco e Alexandre Pássaro, o primeiro indica o empréstimo de R$ 13,7 milhões; o segundo é um aditivo que recompõe as datas de pagamento para início em 30/01/2021, com aval do presidente e de Elias Barquette Albarello, diretor de finanças da gestão anterior.

Logo após a efetiva inadimplência, já sob a gestão Casares, o credor, através de troca de emails, antes da proposição de ação judicial, ofertou a oportunidade de acerto das parcelas atrasadas.

O descaso – que o leitor observará nas cópias de mensagens a que tivemos acesso – levou ao processo e a substancial acréscimo, de muitos milhões de reais, nas despesas do São Paulo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: