Advertisements

Comportamento de Arrascaeta é fruto da própria estupidez, mas também do negacionismo da cartolagem do Flamengo

Arrascaeta cercado de crianças na Rocinha, em registro do último dia 24 — Foto: Reprodução

No último dia 24, o irresponsável Arrascaeta, sem máscara e aglomerando, participou de festinhas em favela no Estado do Rio de Janeiro, colocando-se em risco e a todos que com ele convivem.

Oito dias depois, foi diagnosticado com COVID-19.

Nesse meio tempo, participou do jogo entre Flamengo e Palmeiras.

Será que não contribuiu para novas infecções?

Saberemos em poucos dias.

Profissionalmente, prejudicou, efetivamente, a Seleção do Uruguai, de quem será desfalque nas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Comportamentos como o de Arrascaeta são incentivados pela própria estupidez e incultura, mas também pelo negacionismo reinante numa diretoria que não faz questão de esconder o amor pelo Genocida.

Logo após o episódio da favela, o atleta, em vez de punido, foi escalado para colocar em risco a vida de outros seres-humanos.

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “Comportamento de Arrascaeta é fruto da própria estupidez, mas também do negacionismo da cartolagem do Flamengo

  1. Joaquim Seabra Neto

    Bom dia, por isso que eu acho que deva ser tudo adiado, não só pegar a Copa América para Cristo.
    Temos no momento, séries A, B e C – cada um com 20 clubes viajando pelo brasil. Mais a série D, no momento com 68 clube.
    Copa do Brasil, com 32 times – LIbertadores e Sulamericana com 16 clubes cada, com jogos na argentina, que não quis ter a copa américa por causa da covid.

    E nem lembramos da liga de voley mundial que também está acontecendo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: