Advertisements

Seleção Brasileira, falta de renovação e Gerson

Ontem (14), a convocação da Seleção Brasileira espelhou, de alguma maneira, a desqualificação do futebol nacional e também o ranço, injustificável, de Tite com o meio-campista Gerson, apesar dele ter sido chamado para o escrete Olímpico.

O fato de Daniel Alves, circulando os quarenta anos de idade, estar no grupo há um ano e meio do próximo mundial diz muito não apenas do talento do atleta, mas, principalmente, da inexistência de renovação no setor.

Thiago Silva é exemplo do mesmo problema, numa zaga em que a única unanimidade é o esplendoroso Marquinhos.

No meio campo temos um preocupante deserto de qualidade, em que estão inseridos o fraco Lucas Paquetá e o apenas mediano Everton Ribeiro, todos, entre eles e os demais, inferiores ao Lorde Gerson, a quem Tite insiste em renegar.

Nem mesmo a convocação à Seleção Olímpica serve como desculpa, torneio, no futebol, obviamente inferior às Eliminatórias, em que se faz necessário, sempre, o chamamento dos melhores em atividade no país, ainda mais em tempos de grandes limitações técnicas no elenco.

Somente no ataque não há o que reclamar, com a possibilidade, apenas, de trocar Everton Cebolinha por uma ou outra escolha qualquer.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: