Advertisements

Presidente do Corinthians disse que ‘naming-rights’ foram quitados, mas não há documentos, até o momento, que comprovem a afirmação

Andres Sanches e Duílio “do Bingo” Monteiro Alves

Duílio ‘do Bingo’ Monteiro Alves, presidente do Corinthians, em entrevista ao site ‘Meu Timão’, garantiu que a Hypera Pharma realizou o pagamento da primeira parcela dos naming-rights do estádio de Itaquera.

R$ 15 milhões.

Falou que o valor foi enviado diretamente à CAIXA, que intermediou o financiamento junto ao BNDES.

Não há, porém, documentação que comprove as afirmações.

Inexiste menção ao pagamento no balanço da Hypera, que sequer colocou o acordo em pauta, seja na reunião de diretoria ou com seus acionistas.

Os contratos firmados entre Corinthians, Odebrecht e Caixa, que embasaram a construção da Arena, preveem, expressamente, que todo o dinheiro arrecadado pelo negócio – entre os quais os ‘naming-rights’, devem ser destinados ao Fundo que, então, realizará a contabilidade e terá a responsabilidade de quitar as prestações com o banco.

Fora disso, somente novo acerto, desconhecido de todos, com a necessidade da aprovação dos cotistas – não houve qualquer reunião nesse sentido – permitiria o repasse direto do dinheiro.

Mais do que falar, até porque as dívidas fiscais, trabalhistas e as contas no exterior não declaradas em Imposto de Renda minam a credibilidade do presidente do Corinthians, Duílio deveria apresentar os documentos que sustentariam sua manifestação.

Do contrário, não há, oficialmente, comprovação deste pagamento.

Além disso, em existindo qualquer modificação, o Arena Fundo deveria comunicar a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), mas até agora não o fez.

Ao apresentar o contrato e, principalmente, o recibo de pagamento – aos quais nem mesmo o diretor jurídico do clube teve acesso, segundo palavras do próprio -, Duílio não apenas cumpriria a obrigação de transparência, manifestada em campanha eleitoral, como acalmaria todos os setores do clube, desde torcedores até conselheiros, a quem ele, equivocadamente, acusa de propagarem fake-news.


Para entender melhor os detalhes do que existe, até o momento, de comprovação em torno do acordo de ‘naming-rights’ do estádio de Itaquera é importante assistir o vídeo a seguir:

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: