Advertisements

Conselheiros do Corinthians jogam para a galera ou são, de fato, limitados?

Compliance do Corinthians: saiba como está a implementação do conceito empresarial no clube

No último dia 25, o grupo de conselheiros pertencentes à ‘Frente Liberdade Corinthiana’ protocolou requerimento ‘solicitando’, não exigindo, a nomeação dos Diretores e também do Secretário Geral do Corinthians.

As reuniões de diretoria do clube sem a presença destes afrontam determinação do Estatuto alvinegro.

Todos sabem, nos bastidores de Parque São Jorge, inclusive os proponentes, que o presidente Duílio ‘do Bingo’ não dará posse aos dirigentes antes da votação das contas de Andres Sanches no Conselho, para que possam, com rabos amarrados, bater continência às imoralidades.

Por outro lado, membro da própria ‘Liberdade Corinthiana’, que anunciava voto contrário aos interesses da diretoria, foi por ela cooptado (trazendo consigo outros três ‘oposicionistas’), e, diferentemente dos demais, empossado.

Ato contínuo, licenciou-se do Conselho, ou seja, beneficiou os infratores.

Por que, assim como os demais membros da gestão, que aceitaram trabalhar na diretoria sem a posse formal de seus cargos, Herói Vicente não exigiu tratamento semelhante?

Com relação ao requerimento da ‘Liberdade Corinthiana’, nesse contexto, o da certeza de que Duílio não empossará ninguém, e da proximidade de seu membro mais famoso com o Presidente, fica a dúvida: o objetivo é jogar para a ‘galera’ ou, de fato, são ‘massas de manobra’, tão limitados a ponto de não enxergarem tamanhas obviedades?

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: