Advertisements

Mea-culpa

Da FOLHA

Por BECKY S. KORICH

Voltando a outubro de 2018: 55% dos votos; quantos idiotas, incluindo eu

Foi um ato de puro impulso. Um ato insano. Faço aqui a minha confissão e a torno pública: tenho a minha parcela de culpa!

Aconteceu em outubro de 2018. Vai ver que mudando, as coisas melhoram, pensei. Constrangimento. Vontade de mudar de assunto. Todavia, me apoio na minha dignidade para ter a coragem de prosseguir com a assunção do meu erro, talvez assim eu durma melhor esta noite.

Cena do crime. Olhei para os dois lados, dei um dane-se e apertei. Primeiro o 1, depois o 7, formando o terrível 17. Em seguida, o tiro derradeiro: a tecla verde de confirma. Pronto, estava consumado o ato político mais estúpido que eu poderia ter cometido na vida. Saí da sala de votação a passos rápidos, olhando para baixo para não esbarrar com nenhum conhecido. Nem desconhecido eu tinha coragem de encarar.

Cheguei em casa e instintivamente fui para o banho. Meu marido me perguntou: “E aí?”. Repeti a escusa que tinha dito a mim, vai ver que mudando as coisas melhoram, e acrescentei: “Aparentemente ele tem uma boa equipe de ministros”.

Enquanto formalizo a presente confissão, meus batimentos cardíacos se apressam. É vergonha com raiva, com arrependimento, com sentimento de culpa. Raiva de mim, muita raiva dele.

Voltando a outubro de 2018: 55% dos votos. Quantos idiotas, incluindo eu. Não fiquei feliz, a verdade é que eu estava torcendo para ninguém vencer o pleito. Mas ele ganhando, quem perdeu foram os 100%.

Raiva dele, muita raiva de mim. Respiro fundo para conseguir continuar. Peço-lhes apenas que não me julguem. Leio jornais, sou mulher direita, mãe de família e não estava sob efeito de drogas no fatídico outubro de 2018. E é justamente isso que agrava a minha culpa.

Eu não podia adivinhar, sussurro para mim mesma, na tentativa de me absolver e ficar livre, também, dessa dolorosa confissão. Mas logo volto a me acusar. Não tenho como negar: suas manifestações, em 2018, já revelavam uma mente pequena.

Ocorre-me agora: quem sabe foi por causa da facada? Mulheres são seres instintivamente protetores. Mas não, nem cheguei a sentir pena. Até porque ele se mostrava forte e invencível quando sorria da cama do hospital, coisa que hoje entendo melhor: para ele machos não adoecem e não se abatem, isso é coisa de maricas. Raiva. Nojo.

Ao meu pecado, o merecido castigo: dor na consciência, que cresce exponencialmente. E agora, com a quebra do silêncio, o vexame nacional. Mais palpitação. Enjoo. Enjoo de ato estragado é pior do que enjoo de comer coisa estragada, pois esta o corpo expele; o outro, o corpo retém.

Pesa ainda contra mim que o contemplado tinha uma qualidade. Sim, ele nunca mentiu sobre suas intenções autoritárias. Nunca escondeu sua personalidade controversa e seu temperamento colérico. Ingênua, portanto, eu não fui. Não posso, pois, usar em meu favor, desconhecimento como fator atenuante.

Errei, e faço o mea-culpa. E vou até o fim nessa confissão, assim como os torturados resistem quando optam pela verdade. Confesso ainda que conheço pessoas que votaram igual, mas mesmo que esteja aqui sob tortura voluntária, me recuso a mencionar nomes.

Sou hoje coautora de crimes dolosos, por ter sido autora de um crime culposo em 2018. Carrego essa mácula. Perdoem-me, porque eu ainda não consegui me perdoar.

Facebook Comments
Advertisements

2 comentários sobre “Mea-culpa

  1. Renato oliveira

    Bolsonaro e militares paranoicos com o comunismo imaginário. Nos anos 80 os militares planejaram um atentado a bomba num show do dia do trabalhador. Era o povo que estava ali. Mas a bomba explodiu dentro do carro dos militares. Assassinos psicopatas. Se dizem cristãos, mas Jesus Cristo estendia a mão a todos os necessitados, e não tinha ódio de ninguém, nem daqueles que o violentaram. Agora, quem pariu Mateus que o embale.

  2. Eduardo Kesselring

    Sra. Becky, eu não a conheço e lamento que você tenha votado erroneamente. Porém, havia alguma outra opção? O único político conservador que restava para ser votado, não é o político ideal para ninguém que seja um pouco esclarecido, porém era o único que apresentava uma plataforma razoável. Se você não tinha ideia em quem estava votando, precisa melhorar os seus conhecimentos políticos. Porém, se você entender um pouco o que aconteceu nestes dois anos de governo, você estaria torcendo para ele dar certo, ainda que não seja o seu ideal! Quem quer a todo custo mandar neste país são os congressistas, acastelados em Brasília, com superpoderes e tremendamente afeitos a defender os seus “direitos” contra quaisquer tentativas de subtrair os seus poderes ditatoriais. Interessados somente em manter o status quo, para eles não interessa o desenvolvimento do país, o esclarecimento da população, o atendimento aos anseios do povo votando leis que melhorarão o país. O que interessa para eles é a manutenção do caos, a insegurança jurídica, o desrespeito às instituições públicas e assim por diante. Quem promove a Globo e o Estadão para denegrirem diuturnamente o Presidente? Para fomentarem a discórdia provocando a disputa Lula x Lava Jato? Quem ficou sendo o lobo mau? O STF? Ótimo, falem deles, esqueçam que nós estamos nos locupletando com a dinheirama que rola em cima de nossos gordos salários. Auxilio pra cá, auxilio pra lá, tudo na moita, os jornais não levantam a questão. Estamos na m.? Fundo eleitoral é sagrado, não pode ser utilizado para combater pandemia nem ajudar pessoas carentes. Abrir mão de alguns benefícios? Nem pensar! Depois de 2 anos bloqueado pelo Maia, presidência entregue ao Lira! Mais corrupto que ele, só mesmo o Lula e companhia ltda, que além de corruptos são terroristas! E agora fomentando as pretensões de diversos governadores para atacarem com mais veemência o Presidente e assim aumentar as chances dele não se reeleger. E por aí vai, Becky, acorda e pensa com a cabeça e não perca a esperança de melhores dias. Lute pelo voto distrital e limitar os mandatos de deputados e senadores para liberar espaço para a nova geração que aparentemente está querendo um país melhor.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: