Pelo terceiro ano consecutivo o Campeonato Brasileiro é tricolor.

Uma conquista histórica e que tem no treinador Muricy Ramalho seu grande símbolo.

Desacreditado e boicotado dentro do próprio clube, mesmo após todas as conquistas que já havia proporcionado ao São Paulo, Muricy trabalhou como formiguinha, foi acertando a equipe e, sem que ninguém desse conta, partiu para a arrancada final.

A partida teve apenas um time buscando a vitória, empolgado com a possibilidade do Tricampeonato.

Logo aos 13 minutos, Harley fez grande defesa em batida de Jorge Wagner.

O único lance de perigo do Goiás aconteceu aos 19 minutos, quando Paulo Baier quase marcou de letra em bola cruzada pela direita.

Três minutos depois aconteceu o gol do título.

Rogério Ceni bateu falta, Harley rebateu, Hugo chuta cruzado e a bola sobra para Borges, em posição de claro impedimento, abrir o marcador.

Daí para frente o Goiás diminuiu o ímpeto ainda mais e o São Paulo, jogando com inteligência, ia garantindo o placar que precisava.

No segundo tempo Harley fez pelo menos três milagres.

Em um deles, a bola foi levantada da direita na cabeça de Hugo, Harley fez defesa espetacular, no rebote Dagoberto bateu cruzado e a bola caprichosamente bateu na trave e voltou para as mãos do goleiro.

Aos 47 minutos o árbitro apitou o final da partida e o torcedor tricolor enlouqueceu com mais um titulo.

A conquista do São Paulo foi merecida dentro das quatro linhas.

Apesar do erro da arbitragem, o empate também lhe garantiria a conquista.

Foi a equipe que melhor se preparou para o campeonato e demonstrou que seu planejamento ainda está muito a frente dos concorrentes.

O torcedor Tricolor tem muitos motivos para comemorar.

Facebook Comments
Advertisements