O fim do Bozo americano

Numa apuração emocionante, o democrata Joe Biden conseguiu reverter cenários hostis em Michigan, Geórgia, Pensilvânia e Wisconsin, ultrapassando os 270 votos de delegados necessários para ser escolhido como novo Presidente dos Estados Unidos.

Bateu também o recorde popular de votação, superando os 73,5 milhões.

A marca anterior era de Barack Obama, com 69,4 milhões, de 2008.

Seu adversário, o ‘Bozo’ americano, apesar de estrebuchando sob delírio de sua própria mitomania, foi chutado, definitivamente, da Casa Branca.

A derrota de Trump é a vitória do mundo civilizado, no qual não está incluído, evidentemente, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro.

Demonstração de que há esperança ainda no ser-humano.

Tomara esse resultado estimule, em todo o planeta, o enfraquecimento de regimes populistas, genocidas e preconceituosos, entre os quais o que infelicita nosso país neste momento.

Entenda o que uma vitória de Biden pode significar para o Brasil


Confira o histórico e humilhante momento em que as TVs americanas tiveram coragem de interromper a fala de Trump por mentir sobre o processo eleitoral americano:

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.