Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br Email: caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

O Forte profetiza a verdade,

os fracos não conseguirão terminar a história..

Brocardo de: CONDIOLOV

———————————————————

Regildenia se conecta a empresas indicando que o fim do SAFESP está próximo

Na condição de presidente da entidade representativa dos árbitros de futebol do estado de São Paulo, Regildenia de Holanda Moura conforme, banner;

Por mais esta ocasião se opõem ao inserido no estatuto SAFESP.

Desta vez

Consumando ou não sua presença no evento politico de apoio à candidatura do árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza ao cargo de vereador na cidade de São Paulo,

Publicado

Em muitas redes sociais, atraindo árbitros, familiares e interessados; Regildenia contrariou o ART 1º cujo texto,

Menciona

O Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo – SAFESP, constituído pelo Ministro do Estado do Trabalho, no dia nove de abril de mil novecentos e oitenta e um, inscrito no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da Fazenda, sob o nº 51.736.908/0001-07, com sede na Capital do Estado de São Paulo, sito na Av. Thomas Edison, 273- Barra Funda – São Paulo – Capital – CEP 01140-000 é órgão sindical de primeiro grau, democrático e autônomo em relação ao Estado, partidos políticos e credos religiosos, constituído para fins de defesa e representação da categoria profissional dos árbitros.

Afora

A agressão estatutária apoiando candidatura em pauta, ao que sei, apesar de constar na peça publicitária, Regildenia não faz parte do quadro oficial dos instrutores FIFA.

Reportando

O evento é patrocinado por entidades que participam de licitações públicas ou privadas para escalar árbitros nos eventos futebolísticos de campo

Lembrando

Na época que eu arbitrava o setor amador do SAFESP se fazia presente,

Entabulando

Contratos para escalar árbitros nos eventos futebolísticos de clubes da capital, municípios adjacentes, algumas cidades mais distantes, idem quanto a convênios com entidades governamentais.

Pergunto

O que fizeram em prol da categoria os atuais dirigentes SAFESP comandados pelo jurisconsulto “licenciado” do cargo?

Rematando

Desde meus tempos, hoje muito mais! Para se autofavorecerem:

Os arrivistas comandam a destruição do SAFESP.

————————————————————-

19ª Rodada da Série A do Brasileirão 2020

Sábado 31/10

Corinthians 1 x 0 Internacional

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

VAR

Wagner Reway (PB)

Item Técnico

Quando da disputa do goleiro do Internacional com o corintiano Ramiro, nada marcou,

Bola

Sobra para o corintiano Luan manda-la pro fundo da rede;

De

Pronto o assoprador de apito apontou o centro de campo, contudo,

Possivelmente

Avisado pelo VAR, repentinamente, determina falta do corintiano no goleiro.

Apesar

De não ter tido influência no resultado, observei que conversa, explica muito e vacilante no cumprimento das leis do jogo

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 04 para corintianos e 03 para defensores do Colorado gaúcho

Cartão Vermelho: Direcionado corretamente para Thiago Galhardo defensor do Internacional por ter atingido violentamente o oponente Otero

Domingo 01/11

Flamengo 1 x 4 São Paulo

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

VAR

Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Item Técnico

Poucas oscilações

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 04 para flamenguista, idem para são-paulinos.

No todo

Considerei normal o desempenho da equipe representante das leis do jogo.

Santos 3 x 1 Bahia

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

VAR

Rodolpho Toski Marques (FIFA-PR)

Item Técnico

Trabalho aceitável do principal representante das leis do jogo, idem, dos assistentes.

Item Disciplinar

Cartão Amarelo:  04 para santistas e 02 para defensores do Tricolor de Aço

Copa do Brasil 2019 – Quarta Feira 04/11

América-MG 1 x 1 Corinthians

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (FIFA-RJ)

Assistente 01: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

VAR

Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Item Técnico

1º – correto no instante que sinalizou a penalidade máxima sofrida pelo corintiano Matheus, popular Davó, que após cobrança de Fagner transformou-se no gol de abertura do placar.

2º – de pronto acompanhou a correta sinalização do assistente 01: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) da posição de impedimento de um atacante do tricolor mineiro findado no fundo da rede.

3º – Entendo que seguiu a determinação da regra quando decidiu mercar penalidade máxima no instante que a bola tocou na mão do corintiano Lucas Piton,

Que

Depois da cobrança transformou-se no tento de empate e classificação da equipe mineira

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para defensores da equipe mandante e 04 para visitantes

/// ///   ///   ///   ///   ///   ///   ///   ///   /// 

Tributo ao futebol da várzea e seus clubes históricos

Aviso

Por conta do período de pandemia, existe a evidente dificuldade para encontros pessoais, o que impedirá que a homenagem aos clubes varzeanos mantenha uma frequência semanal de publicação.

De agora em diante, sem prazo determinado, sempre que obtivermos material suficiente para levar nosso tributo a público, o faremos.

Desde já agradecemos pela compreensão.

Aviso nº 2

Não deixe de assistir, ao final da Coluna, a versão em vídeo de meus comentários, detalhando assuntos aqui tratados e abordando outros não inseridos na versão escrita.

——————————————————————————————-

Eleição municipal de São Paulo em 2020

Caros amigos

No dia 15/ 11/ 20020 será realizada a votação para prefeito e vereador na cidade de São Paulo.

Apresento-lhes o candidato a vereador:

Líder

Do projeto Nós Por Nós Jardim Fontalis reunindo 300 crianças que recebem aulas de judô e uniformes totalmente gratuitos.

Sendo eleito

Bioto NPN – 17070. Trabalhara objetivando expandir seu projeto para bairros de todas as regiões da nossa querida e sofrida pauliceia.

///   ///   ///   ///   ///   ///   ///   ///   /// ///       

Política

Reféns da insensatez

Ainda é cedo para vislumbrar um esfriamento nos ânimos

“O sucesso dos maus modos eterniza a falta de civilidade e a radicalização nas relações”

Começam a aparecer aqui e ali, na imprensa e nas redes, análises dando conta da existência de sinais de que o ambiente geral de ânimos acirrados estaria cedendo espaço à moderação nas relações políticas. Por essa perspectiva, as pessoas estariam cansadas da radicalização na maneira de externar pontos de vista e um tanto mais dispostas a não transformar divergências em guerras de fim do mundo.

Em boa medida baseada na expectativa de que os americanos dariam uma demonstração acachapante de repúdio a um governante do tipo de Donald Trump, essa impressão por aqui se sustenta no fraco desempenho nas capitais (por ora medido apenas nas pesquisas de intenção de voto) dos candidatos apoiados por Jair Bolsonaro e pelo PT às eleições municipais do próximo dia 15.

Confirmado o fracasso eleitoral dos polos antagônicos da eleição de 2018, a projeção para a disputa presidencial de 2022 seria a tendência de prevalecer o centro, aí entendido como o campo da moderação, do bom senso, enfim, da racionalidade. Vou aqui deixar de lado uma predisposição algo obsessiva ao otimismo para discordar. Ou melhor, ponderar que há precipitação e mais desejo do que senso de realidade nessa suposição sobre a adesão da maioria à sensatez.

Basta ver o que faz sucesso hoje em dia: são justamente os comportamentos mais exacerbados. Conquista fama e destaque aquele, ou aquela, que se expressa em termos exorbitantes na defesa de suas posições. Seja na defesa ou no ataque ao governo.

Ambos os lados se acusam de alimentar ódio e seguem atuando em igual dinâmica odienta permeada por vulgaridades e palavrões que passaram a ser perfeitamente aceitos na imprensa em textos de opinião e até mesmo em relatos de informação. Em nome da liberdade de expressão imprime-se a liberalidade no exercício da falta de educação.

Ora, se é socialmente aceito que não se fale nem se escreva de modo civilizado, não é de esperar que haja uma mudança no modelo de comportamento na política, pois os que buscam obter êxito nessa seara não atuarão em desacordo com o padrão de sucesso calcado em insultos e maus modos. Sob pena de não fazerem nem para o cafezinho na urna. A aludida moderação é muito malvista e seus adeptos são chamados pejorativamente de “isentões”.

Muito provavelmente é o carimbo que receberá quem se apresentar à disputa presidencial fora do esquadro da radicalização. A Bolsonaro a sensatez não interessa, o que faz seus adversários reagir no mesmo diapasão. Mas, ainda que haja oponentes civilizados, isso não significa que o eleitorado se sentirá atraído por eles, preferindo alguém capaz de fazer frente a ele na base do conflito.

Adoraria ver, mas tenho dúvida sobre se será possível em breve tempo assistir ao brasileiro escolher para governar o país uma pessoa reconhecida não pelo poder de provocar emoções, mas por  qualidades consistentes como, por exemplo, notório saber governamental.

Dora Kramer: jornalista e comentarista brasileira – Publicado na VEJA – Edição 2712

———————————————————–

Finalizando

“Jamais houve na história um período em que o medo fosse tão generalizado e alcançasse todas as áreas da nossa vida: medo do desemprego, medo da fome, medo da violência, medo do outro”

Milton Santos: foi um geógrafo, escritor, cientista, jornalista, advogado e professor universitário brasileiro

————————————————————-

Chega de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP-07/11/2020

Confira abaixo o programa “COLUNA DO FIORI”, desta semana.

Nele, o ex-árbitro comenta assuntos, por vezes, distintos do que são colocados nesta versão escrita:

*A coluna é também publicada na pagina http://esporteformigoni.blogspot.com

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.