Contrato de naming-rights do estádio de Itaquera ainda não foi assinado. Arena Fundo se reunirá no próximo dia 16

O presidente do Corinthians, Andres Sanches, mentiu ao anunciar, no dia 01º de setembro, a assinatura do contrato com a ‘Hypera Farma’, referente ao naming-rights do estádio de Itaquera.

A proposta sequer foi aprovada.

Esta é a razão do Arena Fundo não ter registrado pagamento da primeira parcela, de aludidos R$ 15 milhões, no último Informe Mensal, enviado à CVM.

Informe Mensal – Arena Fundo – outubro 2020

Somente no próximo dia 16 de novembro, às 11h, o Fundo se reunirá para, segundo Edital de Convocação, ‘a aprovação da proposta de contrato dos ‘naming-rights’.

Anteontem (04), na sede da BRL Trust, gestora do Arena Fundo, houve reunião prévia de cotistas, para tratar desse assunto.

É improvável que o acordo seja reprovado, mas evidencia-se, pelo anuncio precipitado, a intenção de politizar a questão, em vésperas de eleições alvinegras, além de pressionar os cotistas, entre os quais a Odebrecht, a aceitarem a proposta.

Resta saber se os três meses em que o estádio vem sendo utilizado, indevidamente, com marca comercial de propriedade da Hypera Farma, sem o devido vínculo sacramentado, serão inseridos na cobrança da primeira parcela ou servirão de ‘agrado’ aos cartolas e empresários que dividiram a mesa de reuniões.

Facebook Comments
Advertisements

2 Replies to “Contrato de naming-rights do estádio de Itaquera ainda não foi assinado. Arena Fundo se reunirá no próximo dia 16”

  1. TEM ALGUMA COISA EM NOME DO CORINTHIANS QUE O ESPANHOL ESTEJA ENVOLVIDO E NÃO SEJA ROLO ??? A VIDA INTEIRA ESSE ESPANHOL FOI UM MENTIROSO SACANA, SÓ PRA PERGUNTAR PRA TURMA DAS ANTIGA NA VILA DOS REMEDIO. E O CONSELHO VENAL TA FAZENDO O QUE EM RELAÇÃO A ISSO ???? OU TAO EM CAMPANHA JA E QUE SE DANE O CLUBE ????

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.