Diretor de futebol do Corinthians é obrigado pela Justiça a pagar calote de quase R$ 120 mil na UNIMED Paulistana e em seus advogados

Andres Sanches e Jorge Kalil

Em 2012, a UNIMED PAULISTANA ingressou com ação de cobrança contra o Dr. Jorge Agle Kalil, diretor de futebol do Corinthians, por calote em obrigatório repasse de dinheiro à Cooperativa.

O pleito, em 2014, foi julgado procedente.

Iniciou-se, então, no dia 24 de agosto do mesmo ano o processo de execução da pendência, avaliada em R$ 74.846,63.

Kalil protelou o pagamento, diversas vezes, em vários recursos, todos derrotados.

Em 26 de março de 2016, o doutor tentou livrar-se da dívida alegando que a UNIMED PAULISTANA teve a falência decretada, mas o Tribunal, por razões evidentes, rechaçou o argumento.

Somente após ter as contas bloqueadas a situação se resolveu.

Primeiro em 24 de agosto de 2016, quando os advogados da UNIMED conseguiram receber seus honorários: R$ 8.350,79 sacados, a fórceps, de uma conta do Bradesco do cartola alvinegro.

Aliás, conforme demonstrado, recentemente, pelo Blog do Paulinho, pode até faltar vontade de pagar, mas não existe ausência de dinheiro nas contas de Kalil, que possui patrimônio avaliado em mais de R$ 33 milhões.

Diretor de futebol do Corinthians, com patrimônio de R$ 33,2 milhões, é acusado de ‘subtrair’ R$ 7,3 milhões da ex-esposa

A UNIMED também recebeu, da mesma maneira, porém somente dois anos depois, com a Justiça retirando das bloqueadas contas do diretor de futebol do Corinthians o valor de R$ 110.289,29.

Há alguns dias, Dr. Jorge Kalil, incomodado com as revelações de seu comportamento, pediu à Justiça, que ainda não respondeu, a retirada do Blog do Paulinho da internet, razão pela qual não aconselhamos a ninguém, preventivamente, para o caso de improvável censura, a copiar o teor das informações e divulgá-las, exaustivamente, pelas mais diversas mídias sociais.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.