Advertisements

Cartolas deverão pagar com seus bens em caso de prejuízo ou roubo aos cofres dos clubes

O Projeto de Lei nº 2824, assinado pelo Deputado Federal Alexandre Frota, tem, entre concessões discutíveis, como nova facilitação aos clubes para parcelamento de dívidas – mais uma! – uma preciosidade, que pode modificar a vida das gestões das agremiações esportivas no Brasil.

Aprovado pela Câmara e Senado, o PL aguarda, por até quinze dias, a sanção presidencial.

Entrando em vigor, os cartolas terão que responder com seus bens particulares para sanear prejuízos ocasionados aos clubes, seja por má-gestão ou desvios de conduta.

Outra ação vedada ao dirigente, também passível de confisco de patrimônio, será a contratação de empresas ligadas ao próprio, ao cônjuge/companheiro(a) ou parentes de, até, terceiro grau.

Receber doações, pagamentos ou repasses de quem já tenha prestado serviços ao clube também será proibido.

Ou seja, os frequentes empréstimos tomados junto a agentes de jogadores serão punidos com rigor.

A dúvida é: Bolsonaro aprovará e, se o fizer, será sem vetar o único item que a cartolagem, que aprova todos os demais, quer ver riscado do Projeto de Lei?

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: