Advertisements

Ao ameaçar repórter, Bolsonaro prova que fase paz e amor é fake

Imagem

Da FOLHA

Por LEANDRO COLON

Bastaram poucos minutos de contato com a imprensa para Bolsonaro ser Bolsonaro

O tal Jair Bolsonaro “paz e amor” das últimas semanas é um grande disfarce. É fake.

Não foram necessários cinco minutos de contato com a imprensa para Bolsonaro ser Bolsonaro.

Questionado sobre os cheques depositados por Fabrício Queiroz na conta da primeira-dama Michelle, o presidente ameaçou o repórter Daniel Gullino, do jornal O Globo.

“A vontade é de encher sua boca com porrada”, disse o presidente valentão na frente dos profissionais de imprensa, ao lado da Catedral de Brasília.

Bolsonaro já mandou repórteres da Folha “calarem a boca” e prestigiou protestos palco de agressões físicas a profissionais de imprensa.

Mandou uma banana aos jornalistas, numa cena grotesca na porta do Alvorada, e estimulou insultos por parte dos seus apoiadores na residência oficial.

Talvez passe pela cabeça do presidente que, ao ameaçar, agredir e ofender repórteres, a imprensa se intimide e pare de questioná-lo sobre temas graves que o envolvem.

Bolsonaro pode até pagar de brigão e querer encher de porrada a boca de um repórter, mas precisam sair da dele as razões convincentes sobre o dinheiro que caiu na conta da primeira-dama entre 2011 e 2016.

Relembremos. Foram 27 movimentações. Só Queiroz depositou 21 cheques, que somam R$ 72 mil. Sua mulher, Márcia Aguiar, repassou outros R$ 17 mil por meio de cinco cheques.

Até agora, Bolsonaro não deu sua versão sobre as transações do ex-assessor investigado pelo esquema das “rachadinhas” no Rio.

Desde a prisão de Queiroz (hoje em domiciliar), em 18 de junho, o presidente evita contato mais próximo com a imprensa. Foge dela.

Ao mesmo tempo, baixou a temperatura da crise com o STF e o Congresso e adotou uma agenda populista de viagens para promover obras, entre elas a de uma barragem que rompeu no Ceará, expondo ao perigo 2.000 pessoas.

No campo da popularidade, Bolsonaro cresce nas ruas, como mostrou o Datafolha. No da honestidade, faltam explicações.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Ao ameaçar repórter, Bolsonaro prova que fase paz e amor é fake”

  1. O que eu disse aqui que as viagens pelo Brasil era para Bolsonaro não dar satisfação sobre nada? E o corona continua matando, o presidente não está nem aí.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: