Advertisements

A fraude documentada: Fernando Garcia pagou R$ 700 mil, em dinheiro vivo, por Matheus Davó

Em primeira mão, o Blog do Paulinho publicou, ontem, que 9ª Vara Civil de Campinas tornou ineficaz a contratação de Matheus Davó pelo Corinthians, que foi acusado de cumplicidade em fraude, junto com cartolas do Guarani de Campinas e do agente de jogadores Fernando Garcia, irmão de Paulo Garcia, dono da Kalunga e candidato a presidente alvinegro.

Para entender melhor basta clicar no link a seguir:

Por participação em fraude, Corinthians perde direitos sobre Matheus Davó

Desde já, agradecemos a audiência dos diversos jornalistas de portais relevantes, que reproduziram a informação, mas esqueceram-se, como ocorre com alguma frequência, de citar a fonte

Hoje, com documentos, acrescentaremos novos dados ao que já era, por si, escandaloso.

Primeiro a correção (que efetuamos no texto de ontem), sobre a quantia paga a uma empresa ligada ao ex-presidente do Guarani, Palmieri, pelo agente Fernando Garcia, para aquisição de Matheus Davó

Falava-se, nos bastidores do Bugre, em R$ 400 mil ou R$ 500 mil, mas, na verdade, foram R$ 700 mil, o que pressupõe, talvez, que o clube possa ter sido ‘chutado’ na diferença.

Detalhe: a expressiva quantia, que, em regra, nos negócios relevantes, costuma ser paga através de transferência bancária ou em cheque administrativo, foi depositada em espécie, conforme comprovante de depósito na conta da ‘Sócio Campeão GFC’, no banco Bradesco, Ag. 2748, C/C 0025508-4.

É estranho que Garcia, certamente bem informado sobre investimentos, disponha de tanto dinheiro parado ‘no colchão’

Não à toa a 9ª Vara Civil de Campinas, provavelmente desconfiada, pediu que os autos fossem encaminhados ao MP-SP para avaliação de possíveis delitos.

Vale lembrar, pouco mais de um mês depois, Garcia revendeu Davó ao Corinthians por R$ 2 milhões.

Notificado pela justiça sobre as irregularidades, o Timão, através de seu departamento jurídico, em ofício datado de 01 de junho, defendeu a operação, alegando que o clube não negociou com o Guarani, mas com terceiros, sem apontar, porém, o destino dos pagamentos:

 

Por outro lado, a empresa RDRN, credora do Bugre, comprovou notificações ao clube de Parque São Jorge (em novembro e dezembro de 2019), informando, antes da concretização do negócio, que Davó não poderia se desvincular do Guarani pelo fato de seus direitos econômicos estarem penhorados:

Por conta dessas provas, a Justiça, em sentença, indicou a participação do Corinthians na falcatrua:

“Por sua vez, inegável a ciência do “Sport Club Corinthians Paulista”, uma vez que foi notificado em dezembro de 2019 acerca da penhora dos direitos econômicos do referido atleta (págs. 479/488), anteriormente, portanto, à contratação firmada em janeiro de 2020”

“Daí porque o referido clube tinha conhecimento da inadimplência e da situação pré-insolvente do Guarani e optou por assumir o risco do negócio”

“Assim, afastada a boa-fé do adquirente e verificado que a contratação do atleta ocorreu após a penhora dos direitos econômicos”

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “A fraude documentada: Fernando Garcia pagou R$ 700 mil, em dinheiro vivo, por Matheus Davó”

  1. Tem mais coisas nisso, o atual presidente do Guarani tempos atrás disse para imprensa que a venda foi por 800mil e não apenas esses 700mil, disse que o atleta valia mais com certeza, mas a venda foi às pressas porque o Clube estava precisando de dinheiro pra reforçar a equipe que estava beirando rebaixamento na Série B. O ex-presidente Palmeron Mendes Filho, que renunciou ao cargo para não sofrer impeachment, agora deve sofrer punições por dar um drible na Justiça do Trabalho, visto que toda receita vinda para o Guarani deve ser depositada em juízo para ir abatendo as dívidas trabalhistas e o que sobra ele libera a conta gotas para o Clube.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: