Por participação em fraude, Corinthians perde direitos sobre Matheus Davó

“RECONHEÇO a fraude à execução para declarar ineficaz, com relação à exequente, a “rescisão” e posterior contratação do atleta “Matheus Alvarenga de Oliveira (Davó)”, com fundamento no art. 792, IV do CPC, continuando tais direitos econômicos, embora transferidos, sujeitos à execução” “A presente decisão, assinada digitalmente, servirá como ofício para … Continue lendo Por participação em fraude, Corinthians perde direitos sobre Matheus Davó