Advertisements
Anúncios

Para defender Fernando Garcia, Corinthians descumpre ordem judicial e poderá sofrer medidas coercitivas

Andres Sanches, Fernando Garcia e Paulo Garcia

Desde 2015, o Sr. Walter Caetano tenta receber, judicialmente, quantia próxima a R$ 500 mil do Guarani, referente a calote em serviço prestado ao clube de Campinas.

Ao longo dos anos diversas penhoras e bloqueios foram realizados, todas infrutíferas.

Assim como outros credores do clube, Walter atentou-se à transação do jogador Davó, do Bugre para o Corinthians, requerendo, em petição, parte desse recursos, solicitando ainda a documentação do negócio.

A Justiça deferiu o pleito e enviou ofício ao Timão, que, simplesmente, descumpriu as determinações.

Talvez, o medo do Corinthians seja o de ter cooperado para flagrante irregularidade às leis da FIFA, e também para fraude comercial (conforme apontado noutra ação de cobrança contra o Guarani) quando aceitou comprar o atleta diretamente do agente Fernando Garcia, que, pela legislação, não poderia ser dono de jogador, e pagá-lo indiretamente, pelo caixa da agremiação de Campinas.

Já existe inquérito investigando a operação, mas os cartolas alvinegros, em período eleitoral, temem mesmo é a exposição pública da documentação.

Fernando é irmão de Paulo Garcia, dono da Kalunga, que almeja ser presidente do Corinthians.

Voltando à ação, que está sendo julgada pela 6ª Vara Civil de Campinas, o juiz André Pereira de Souza deixa bem claro, em sua última decisão, o descumprimento judicial dos cartolas do Timão:

“(…) reitere-se o ofício anteriormente expedido, com a observância de que o Sport Club Corinthians Paulista deverá responde-lo a este Juízo, com a justificativa pela qual, em caso positivo, houve o descumprimento, ficando sujeito à medidas coercitivas a serem praticadas por este Juízo em razão do descumprimento, inclusive a comprovação requerida pela parte exequente, que deverá constar do novo ofício a ser expedido ao Sport Club Corinthians Paulista, e encaminhado pelo r. Patrono do exequente, com comunicação a este Juízo, no prazo de dez dias”

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: