Advertisements
Anúncios

Diretor do Corinthians pode ter infringido Lei Eleitoral e também estatuto do clube

Recentemente, o cantor Douglas Sampa apresentou-se no Salão Nobre do Parque São Jorge, sede social do Corinthians.

Chamou a atenção, entre seus patrocinadores, a exposição da marca ‘André Negão’, com a última vogal substituída pelo símbolo do Corinthians.

Podem haver três irregularidades nesse procedimento.

Uma delas, talvez, configure-se crime eleitoral.

O estatuto do Corinthians veda que conselheiros, direta ou indiretamente, possam realizar negócios com o clube.

Em regra, patrocinadores almejam lucro (seja ele qual for) quando investem em seus patrocinados.

A utilização do distintivo alvinegro é também vedada, com o agravante deste, desde antes das obras do estádio de Itaquera, necessitar da autorização do Arena Fundo, que o recebeu em garantia para pagamento do empreendimento.

Por fim, André Negão será candidato a vereador em São Paulo e, levando-se em consideração a inexistência de uma empresa denominada ‘André Negão’, é bem provável que uma propaganda eleitoral antecipada tenha sido realizada, configurando, em tese, o ato criminoso.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: