Advertisements
Anúncios

O desabafo de um sobrevivente do ‘Ninho do Urubu’, dispensado do Flamengo por telefone

Por FELIPE CARDOSO

Gostaria de iniciar agradecendo a Deus por minha vida!!! Começo falando de SONHOS e sua dura busca em alcançá-los. Desde os meus primeiros passos iniciei minha trajetória de ir atrás de um que deve ser o maior sonho de 10 entre 10 meninos no Brasil, ser jogador de futebol, cheguei ao Santos Futebol Clube aos 9 anos de idade e lá fiquei até início de 2019, aprendi muito e sempre serei grato por tudo e todos que lá estavam e me ajudaram.

Em 04/02/2019 cheguei ao Clube de Regatas Flamengo, continuava vivendo um sonho e buscando o que muitos ou milhares como eu vivem dia a dia, não é fácil deixar família, amigos, seu lar, seu conforto mesmo que seja pouco, para seguir firme e forte em busca do tão sonhado desejo de se tornar jogador de futebol. Porém no dia 08/02/2019 está busca acabou para alguns que estavam ao meu lado graças ao bom Deus eu e alguns colegas conseguimos nos salvar, me pergunto todo dia o porque daquela tragédia, rezo, choro e oro para os que não conseguiram se salvar pedindo que estejam bem ao lado de Deus, onde imagino que sonhos são mais fáceis de ser realizados. Penso em seus familiares, pai, mãe, irmãos, amigos que não terão mais abraços, ligações, contato e continuaram por toda vida pensando como seria se eles ainda estivessem aqui correndo atrás do que naquele terrível dia estávamos. Volto a agradecer a Deus pela minha vida e as demais que aqui ainda estão podendo continuar seguindo o nosso maior objetivo!

Aprendi mais uma dura lição da vida em busca deste sonho ao ser liberado pelo Flamengo, no dia 13/01/2020 por telefone, não entendi e chorei, gritei, culpei tudo e todos, não quis falar com ninguém por um período, a dor foi gigante em meu peito. Conversei muito com Deus e enxerguei que teria que seguir não só por mim mas por todos que se foram naquela tragédia, meus eternos irmãos Athila, Arthur, Bernardo, Christian, Gedson, Jorge, Pablo, Rykelmo, Samuel, Vitor, nossos familiares e amigos.

Algumas portas foram se abrindo graças a Deus, mas a dor e busca em entender tudo que está acontecendo na minha vida em menos de um ano continua maior. Após refletir muito cheguei a conclusão que somos apenas números para muitos.

Ninguém enxerga que somos jovens/adolescentes buscando uma vida melhor para nossas famílias dia a dia longe de casa, cada um com seus problemas e dificuldades pensando se nossos irmãos tem o que comer, se nossas mães estão bem, se nossos pais continua firmes e fortes no trabalho em busca do sustento da casa, se nossos amigos sentem nossa falta e se torcem por nós. Mas como Deus é o Senhor de tudo, entreguei em suas mãos meu destino, pedi que tirasse o rancor, raiva e ódio do meu peito e me ajudasse a prosseguir, foi então que começaram as procuras comecei a me sentir melhor e preparado para o que Deus tem programado para minha vida!

Gostaria imensamente de agradecer a Deus e a todos sem exceção que me procuraram e me fortaleceram nestes últimos dias e em continuar sonhando e indo buscar o que todos nós queremos alcançar… Sei que serei lembrando para sempre como sobrevivente da tragédia e carregarei isto até o último dia da minha vida. PORÉM ninguém a não ser Deus será capaz de me parar em busca do sonho que não é só meu e sim de todos que estavam na tragédia, além dos milhares de moleques alojados longe de suas famílias, amigos e os que de verdade querem o seu bem. Tenho fé em Deus que alcançarei nossos SONHOS e de joelhos com as mãos ao céu comemorarei nossa vitória. Será por Deus, por vocês e por todo moleque que como eu SONHAM em ser jogador de futebol.

*FELIPE CARDOSO tem apenas 16 anos

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

1 comentário em “O desabafo de um sobrevivente do ‘Ninho do Urubu’, dispensado do Flamengo por telefone”

  1. E aí, Paulinho? Depois de publicar isso, nenhuma crítica ao Mengão? Ou vai continuar passando pano com frases desse tipo “Se o Flamengo não agiu corretamente ao, até o presente momento”? Crítica séria só para os que se opõe, né?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: