Advertisements

Saiba como o Flamengo está sendo enganado para pagar mais por Gabigol

Tevez e Mascherano no West Ham

O destino de Gabigol no mundo do futebol, desde antes do Flamengo, sempre esteve atrelado aos desejos de seu agente, o iraniano Kia Joorabchian, que, neste e noutros casos, atua por intermédio de preposto.

Fracassado em diversas tentativas de incursão na Europa, sua chegada à Gávea tratou-se mais de ‘ajuda’ do clube ao parceiro do que, propriamente, expectativa de bons resultados.

A diretoria do futebol rubro-negra possui um diretor bem alinhado, comercialmente e financeiramente, com esse tipo de ‘empresário’.

Para sorte geral da nação, Gabigol rendeu o que não jogava desde os tempos de Santos e sua cotação, em consequência, valorizou.

Ainda assim, a proposta do Flamengo para contratá-lo, algo em torno de R$ 80 milhões, é muito mais do que deveria valer um atleta que ainda não comprovou se tratar de produto confiável, estando sujeito à melhor avaliação na temporada posterior.

Gabigol foi bem em 2019, mas não havia se comportado assim em 2018, 2017, etc.

Mas como os cartolas rubronegros não perderiam a oportunidade de lucrar com o êxtase do momento mágico do futebol do clube, fruto mais do trabalho do treinador, Jorge Jesus – também ligado a Kia – do que dum padrão de excelência diretiva, em associação com o iraniano, deixaram vazar à imprensa suposto interesse do West Ham, da Inglaterra, pelo jogador..

Os jornalistas escrevem “talvez o Flamengo tenha que aumentar a proposta”, que, convenhamos, já é absurda.

Não contam, porém, os profissionais de imprensa, uns por alinhamento com a gestão, outros por pura desinformação, que o West Ham é quintal de Kia Joorabchian há muitos anos, tendo acolhido, em passado recente, dois de seus atletas, Tevez e Mascherano, quando todos precisaram sair corridos do Corinthians, no auge das investigações do MPF sobre as supostas ligações da MSI com a Máfia Russa.

O leitor, inteligente, já percebeu tratar-se de jogada casada para tomarem dinheiro do Flamengo.

Será que a diretoria do clube, que tem obrigação de estar bem informada sobre o mercado, não?

Ou estaria, por conveniência, talvez pessoal, alinhada aos interesses de agente e jogador?

Tudo no Flamengo precisa ser ainda comprovado, principalmente a competência da gestão, apesar do momentâneo sucesso esportivo.

2019 acabou.

O futuro não pode ser refém do passado nem submetido a exageros por conta de aproveitadores de ocasião.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: