Advertisements

O Cruzeiro segue refém de gente como Thiago Neves

De maneira desnecessária, o treinador Rogério Ceni trocou sua idolatria em Fortaleza para mergulhar no esgoto a céu aberto que se transformou o Cruzeiro desde que agentes de jogadores passaram a administrar o clube.

Por conta dessa política, gente como Thiago Neves e jogadores semelhantes, que abastecem a vida de luxo da cartolagem, sempre será priorizada em momento de conflito, ocasionando prejuízo, moral, esportivo e financeiro à agremiação.

Rogério Ceni, apesar de maduro no mundo do futebol, aprendeu mais uma lição, importante, para sua vida pessoal e profissional.

Talvez, somente a polícia possa, se estiver interessada e não comprometida, dar fim à ‘Síndrome de Estocolmo’ de um clube, há tempos, sequestrado.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “O Cruzeiro segue refém de gente como Thiago Neves”

  1. Nenhum técnico de futebol vai dar jeito na situação se o Cruzeiro é refém de um grupo de jogadores. Série B à vista, e essa talvez seja a vontade dos atuais dirigentes..

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: