Advertisements

Raí é o “Tonho da Lua” do Tricolor

Se o São Paulo não estivesse enfrentando o Corinthians, seu pior pesadelo há algum tempo, partida em que a possibilidade de derrota sempre é maior do que a de vitória, mais por conta do trauma do que pelo futebol, e a viagem de Raí a Roland Garros passaria despercebida.

Mas sim, o Tricolor não só tremia as pernas, novamente, diante do rival, como perdia a partida, alongando o incômodo período de freguesia.

Raí, que viveu tudo isso como jogador – embora, no seu período, a vantagem sempre foi são-paulina, deveria saber que a viagem, nesta semana, com o provável revés, geraria esse tipo de repercussão.

Muitos enxergaram maldade ou descaso com o São Paulo, o Blog do Paulinho acredita ser apenas sintoma de estupidez.

De ex-atleta cerebral e líder do clube, o ídolo, no exercício de suas novas funções, transformou-se  numa espécie de “Tonho da Lua” – personagem de novela da Globo – do Tricolor.

Raí vive numa realidade paralela, toma decisões equivocadas e não enxerga falcatruas aos seu redor, tornando-se presa fácil de espertalhões dos bastidores do esporte – entre quais diretores que o próprio nomeou.

Não à toa o clube segue sonhando mais do que realizando, quase à imagem e semelhança de seu, aparentemente, abobalhado diretor.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: