Advertisements

Desde 2015, José Dirceu (PT) monitora as contas do estádio de Itaquera

Desde 2015, mesmo quando estava preso, o petista José Dirceu, através de sua filha, Joana Saragoça de Oliveira e Silva (29 anos), mantém acesso às movimentações financeiras do estádio do Corinthians e também da OMNI, empresa, até início de 2019, responsável pela arrecadação da Arena de Itaquera.

Trata-se de posição absolutamente estratégica para quem, por ventura, levando-se em consideração as diversas delações de executivos da Odebrecht, precisasse monitorar possíveis percentuais de pagamentos indevidos sobre os valores auferidos.

Segundo o “Linkedin” da própria Joana, seu ingresso como funcionária da OMNI se deu em setembro de 2015, local em que permaneceu até setembro de 2018, na função de “Gerente Financeiro Administrativo do Projeto Arena Corinthians”.

Porém, notícias publicadas no Painel FC, da FOLHA, assinada pelo jornalista Marcel Rizzo, reproduzidas pelo portal R7, confirmadas pelo clube, dão conta de que a filha de Dirceu, no mesmo período, à partir, pelo menos, de 2016, era também contratada do Corinthians, recebendo R$ 6 mil mensais de salários.

Confira, no link a seguir:

https://noticias.r7.com/brasil/filha-de-jose-dirceu-e-contratada-para-trabalhar-na-arena-corinthians-23032016

No mesmo Linkedin, Joana, em aparente tentativa de dissimular a operação, diz ter ingressado no Timão apenas em setembro de 2018, coincidentemente quando Corinthians e OMNI anunciaram estranho “rompimento”, permanecendo até os dias atuais na condição, em cargo semelhante, o de “Gerente de Finanças do Projeto Arena Corinthians”.

É flagrante, nesse histórico, o interesse nas contas, exclusivamente, do estádio de Itaquera.

O interesse de José Dirceu pelo negócio “Arena do Corinthians” é antigo e desde sempre foi tratado com Luis Paulo Rosenberg.

Pelo menos é o que indica email, datado de 25/06/2008, interceptado pela Polícia Federal, ao qual o Blog do Paulinho teve acesso.

No documento, o interlocutor Julio Cesar dos Santos, sócio (e laranja) de José Dirceu (ambos foram presos na 17ª incursão da “Lava-Jato” – Operação Pixuleco), diz ao parceiro:

“1 – A Clausula do Contrato; 2- Falou alguma coisa do estádio do Corinthians com o Rosenberg ?”

Desnecessário, diante do que já foi exposto sobre os procedimentos do ex-líder petista, dizer o que significa “negociar” com José Dirceu (PT).

Luis Paulo Rosenberg, à época, era vice-presidente de marketing do Corinthians.

Sanches, anos depois, teve candidatura vitoriosa à Deputado Federal bancada, também, pelo PT, com direito, inclusive, a dividir o tesoureiro de campanha (Edinho Silva, atual Prefeito de Araraquara) com a então candidata à releição presidencial Dilma Roussef, finanças estas delatadas como “fachada” para recebimento de propinas do estádio de Itaquera.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Desde 2015, José Dirceu (PT) monitora as contas do estádio de Itaquera”

  1. É esse ainda tá solto, escrevendo livrinho, apesar que na noite de autógrafo tinha lá uns gatos pingados, assim esse Brasil não vai pra frente, a exemplo daquele punhado de deputados flagrados pelo COAF no Rio de Janeiro com movimentações suspeitas, e, daí pergunto àqueles com um pouco de discernimento: será que se o COAF tivesse interesse nas outras AL dos demais estados da República, encontraria tudo EM DIA? Será!!????

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: