Advertisements

Neymar, Medina e o negócio Israel

Repercutiu bastante o vídeo em que Neymar e Gabriel Medina tabelaram com o presidente Jair Bolsonaro e seu mais novo amigo de infância, Benjamin Netanyahu, primeiro ministro de Israel.

A dupla, para demonstrar proximidade, tratou o israelense como “Bibi”.

Tratava-se, porém, de ação orquestrada.

É a empresa de Neymar, a quem foi prometida pelo Governo de Israel algumas facilidades no país, que cuida da parte comercial da carreira de Medina, razão pela qual ambos aproximaram-se nos últimos anos.

Por negócio, os ídolos nacionais cederam a imagem à exaltação de notórios extremistas políticos, sem importarem-se com as consequências de seus atos, principalmente o exemplo aos mais jovens, público alvo desse tipo de iniciativa.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: