Advertisements

Venda dos jovens atletas palmeirenses atende a interesses de Alexandre Mattos e da Crefisa

Não é nada inocente a viagem do dirigente de futebol do Palmeiras à Europa para negociar jovens jogadores da base palestrina, sob alegação de que o clube precisaria arrecadar recursos para viabilizar seu fluxo de caixa.

O caminho correto, se esta fosse a necessidade, seria o de vender atletas mais rodados e pouco aproveitados no elenco alviverde.

Ceder garotos, alguns com passagens em Seleção Brasileira, sem que estes firmem-se como profissionais do futebol, atenta contra o próprio Palmeiras, seja na questão financeira (os jovens tendem a valer bem mais no futuro), quanto na esportiva.

O únicos com interesses preservados nesta operação são o próprio Alexandre Mattos, que deve ser beneficiado, como de hábito, pelos agentes envolvidos nos negócios, e a Crefisa, de Madame Leila, que precisa receber os recursos que tem emprestado ao clube ao longo dos anos.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: