Advertisements
Anúncios

Os vereadores que venderam a alma para o Capeta no Rio de Janeiro

Resultado de imagem para cristo redentor envergonhado

É público e notório o entendimento, entre os não cooptados, de que a IURD (Igreja Universal) atua em similaridade com hábitos de facções criminosas, com o agravante de, diferentemente da fábula de “Robin Hood”, roubar dos pobres para entregar aos ricos.

O “Deus” dessa gente é o charlatão Edir Macedo, protagonista de famoso vídeo, exibido no Jornal Nacional, tempos atrás, ensinando “pastores” a subtrair dinheiro dos “otários”.

Insaciável na busca de dinheiro e poder, o ‘bispo” apoderou-se da terceira rede de comunicação do país, abriu “templos” faraônicos em diversas localidades do planeta e passou a bancar políticos para que estes facilitassem suas ações na vida pública brasileira.

Dona de vários deputados, ministros e alguns senadores, o cargo mais relevante alcançado pelos “mercenários” da IURD foi a Prefeitura do Rio de Janeiro, nas mãos de desfrutável Marcelo Crivella, “numero 2” em hierarquia e também parente de Edir Macedo.

Evidentemente, o objetivo da função, cuidar de todos os cidadãos da Cidade Maravilhosa, não era de interesse da Universal – verdadeira gestora do Município, mas sim favorecer àqueles que, em troca, poderiam lhe conceder facilidades.

O povo somente seria atendido se ligado aos líderes religiosos conveniados com a IURD, estes, em regra, semianalfabetos, ex-presidiários, estelionatários atuantes, representantes de facções criminosas, gente que utiliza a Bíblia como desodorante, incapaz de, sem decorar discurso pré-fabricado, analisar uma linha sequer do livro mais famoso já publicado.

Os vereadores do Rio de Janeiro, ontem, tiveram a oportunidade de botar essa gente para correr, amparados nos áudios de constrangedora e indecente reunião, em que Crivella utiliza o serviço público como moeda de troca para manter próximos parceiros da Universal.

O cenário indicava grandes chances para abertura de processo de impeachment, porém, especialista em reconhecer os seus, a “igreja” tratou de “convencer” políticos que antes demonstravam-se contrários às suas práticas a, quando não mudarem o voto, deixarem de comparecer à reunião (entre estes um representante da família Bolsonaro).

Crivella, Edir Macedo e o Bingo IURD, vencedores por 29 a 16, com quatro ausentes, riram da sociedade e comemoraram, em seus “templos”, junto àqueles que lhes cederam os últimos trocados, vítimas iludidas de uma organização que, evidentemente, não acredita no que prega.

O Blog do Paulinho, para que o eleitor do Rio de Janeiro evite cometer novos equívocos nas escolhas eleitorais, lista abaixo os vereadores que permitiram, vendendo a alma para o “Capeta”, a presença da ORCRIM dando as cartas sob olhares envergonhados do Cristo Redentor:

AUSENTES

Carlos Bolsonaro (PSC), Marcello Siciliano (PHS), Verônica Costa (MDB), Chiquinho Brazão (AVANTE)

VOTARAM À FAVOR DA IURD

Alexandre Isquierdo (DEM), Carlo Caiado (DEM), Claudio Castro (PSC), Daniel Martins (PDT), Dr. Carlos Eduardo (SD), Dr. Jairinho (MDB), Dr. Jorge Manaia (SD), Eliseu Kessler (SD), Felipe Michel (PSDB), Inaldo Silva (PRB), Italo Silva (AVANTE), Jair da Mendes Gomes (PMN), Jones Moura (PSD), Junior da Lucinha (MDB), Luis Carlos Ramos Filho (PODE), Marcelino D’Almeida (PP), Marcelo Arar (PTB), Otoni de Paula (PSC), Prof. Célio Lupparelli (DEM), Professor Adalmir (PSDB), Rocal (PTB), Thiago K. Ribeiro (MDB), Tiãozinho do Jacaré (PRB), Val Ceasa (PATRI), Vera Lins (PP), Welington Dias (PRTB), Willian Coelho (MDB), Zico Bacana (PHS), Tania Bastos (PRB)

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: