Advertisements

Palmeiras e a ilusão da quitação da dívida com Paulo Nobre

O Palmeiras está prestes a quitar pendência com seu ex-presidente Paulo Nobre: faltam apenas R$ 10,9 milhões dos iniciais R$ 146 milhões.

A notícia é ótima para o ex-dirigente, mas esconde a realidade do clube.

Porque se R$ 135,1 milhões foram devolvidos a Nobre, bem mais do que isso foi tomado da Crefisa, ampliando o saldo devedor.

Ou seja, o Verdão trocou uma dívida por outra, com o agravante do novo credor ter intenções, com o perdão do trocadilho, bem menos “nobres” do que o antecessor, que se não foi um presidente excepcional, saiu do poder sem acusações de corrupção – raro num meio tão imundo quanto o do futebol.

Advertisements

Facebook Comments

8 Responses to “Palmeiras e a ilusão da quitação da dívida com Paulo Nobre”

  1. PAULO ADRIANO MATOS ARAUJO Says:

    São dois pontos que estão omitidos nessa postagem:

    1. Essa dívida com a Crefisa, só existiu após a receita federal;

    2. Como o clube está finalizando a dívida com o nobre, tem totais condições de fazer o mesmo com a Crefisa.

  2. Alan Cézar (@EUABSOLUTIS) Says:

    Espero que a Crefisa, se de fato pagou esse montante ao Nobre, para depois receber do clube, cobre as mesmas taxas que cobra nos empréstimos consignados.

  3. Claudio Longo Says:

    COMO O PALMEIRAS É TOTALMENTE DIFERENTE AOS MARGINAIS DA ZONA LESTE , AS DIVIDAS SÃO PAGAS !

  4. rdevasso Says:

    ninguém comenta mas desde 2016 a divida ja chega há 400 milhões são todos os jogadores comprados pela crefisa inclusive assumindo luvas

  5. rdevasso Says:

    https://gauchazh.clicrbs.com.br/esportes/noticia/2017/04/a-mecenas-do-palmeiras-quem-e-leila-pereira-a-presidente-da-crefisa-9772682.html aq a fonte

  6. Gustavo Leite (@gleitelourenco) Says:

    Post totalmente distorcido da realidade.
    1 – Paulo Nobre emprestou dinheiro vivo ao clube, no qual o clube praticamente já quitou
    2 – A Crefisa contratou jogadores, diferente de colocar dinheiro vivo, assim que o jogador sai, vai devolver à Crefisa, ou seja, o “ativo” está no clube, diferente do Paulo Nobre que eram dívidas, dinheiro já gasto …

    Paulinho: Não é verdade. O dinheiro de Nobre também estava atrelado a jogadores

  7. Alan Cézar (@EUABSOLUTIS) Says:

    Como tem inocente útil nesse mundo e em pleno século XXI, que coisa triste.

    Mesmo depois da terra arrasada deixada pela Parmalat em duas oportunidades e dois rebaixamentos, os caras conseguem acreditar no que está acontecendo?

    Eu não acredito em nenhum dirigente do meu clube, mesmo tendo meu clube vencido 23 títulos de 97 para cá e tendo um rebaixamento.

    Não confio e não acredito neles de forma alguma!!!

    Mas, o melhor é rir dos coitadinhos inocentes!!!!

  8. Tarciso Silva Says:

    Coisas importantes a comentar…

    1°) A divida com o Paulo Nobre era “passivo ruim”, refinancimento de obrigações vencidas;

    2°) A O passivo com a Crefisa, é de investimento, normal em qualquer empresa, que visa crescimento (fazendo uma analogia), e veio depois de um entendimento da Receita Federal.

    Logo basta entender, de conta de mais e menos, caso os jogadores seja negociados, maior parte desse passivo é baixado, quando nao pago em sua totalidade, no pior cenário, que a maioria torce, ficaria sim, um passivo, de encargos, infinitamente menor, que o saldo atual.

    Reforçando, o passivo, veio apos, um entendimento, que a RFB pediu para o clube seguir.

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: