Sucesso subiu à cabeça de Carille

Antes humilde, sempre com olhar baixo, Fabio Carille, ainda transpondo a insegura barreira entre a função de auxiliar para a de treinador do Corinthians, angariou simpatia da imprensa e também do torcedor.

Todos torciam para que atingisse o sucesso.

E ele veio, fruto da competência demonstrada na armação duma equipe absolutamente limitada em valores individuais.

Campeão Paulista e Brasileiro, Carille passou, então, a correr outro risco, de não saber administrar o período de bonança.

Já faz algum tempo, o comportamento do treinador alvinegro mudou em determinadas situações.

Carille demonstra irritação e alguma arrogância ao lidar com perguntas da imprensa (principalmente de jornalistas menos renomados) e, ontem, sentiu-se desrespeitado ao não ser reconhecido, fisicamente, pelo colega de profissão Diego Aguirre, que atuava fora do país durante o período que o alvinegro saiu do ostracismo.

O sucesso subiu à cabeça do treinador do Corinthians, fator este que, invariavelmente, costuma mudar a sorte de quem acredita ser bem maior do que é.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

7 ideias sobre “Sucesso subiu à cabeça de Carille

  1. Conversa mole do Aguirre, não reconhecer… O Aguirre como todos os que enfrentam o Corinthians tem mais medo do Carille do que dos jogadores, conhece e muito o Carille.

  2. Não tem motivo para o Aguirre ter ignorado ele, isto é melindrancia do Carrile. O pior é a incoerência dizer que o Nenê tava incitando a violência ao comemorar perto deles e depois dizer na entrevista que em Itaquera vai ter retaliação. O fato é que o velho ditado de que se quer conhecer o caráter de uma pessoa de o poder a ela, com certeza se aplica para ele

  3. O Carile é o campeão paulista e brasileiro… melhor do mundo… Mas não tô vendo o Aguirre pedir reconhecimento… É a famosa síndrome de vira lata…

  4. Não vi nada demais… apenas um desencontro. Aguirre ate citou que no resto do mundo os treinadores se cumprimentam no fim do jogo.
    Carille quis deviar o foco.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.